Publicidade

Motta

Contratada pela Prefeitura de SP deve R$ 327 milhões ao município

Patrocínio:

Deve, mas está pago... não é aquela situação de "caloteiro"...

 

Apenas contestou o valor e depositou em juízo. Como a justiça é lenta, a cidade está no "prejuízo".. e talvez ainda continue caso perca a causa.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, já há muito tempo vejo que a folha não respeita o livre pensamento, e é muito tendenciosa e enviesada. Qual seria esse "entendimento diferente", entre a Oracle e a prefeitura? Sem essa informação o leitor não consegue fazer suas próprias analises, a matéria fica totalmente inútil. 

Não foi nada sutil a relação que fizeram entre o "montante que a prefeitura tem a receber", com a manutenção dos 106 parques municipais, muito forçado! Texto puramente politico e desonesto.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu vejo por outro lado da moeda.

 

Enquanto essas empresas devem para o estado ou federal sobre impostos, seja lá quais forem, mas usaram de seus próprios recursos para gerarem lucros e dívidas (impostos) ainda vai.

 

Pior são as empresas brasileiras e estrangeiras que usam nossos recursos financeiros para se estabelecerem aqui no Brasil (BNDES) e ainda não pagam impostos ou multas as coisas complicam mais ainda.

 

Vide escândalo recente do governo federal sobre liberar multas das teles e ainda dar um patrimônio de 100 bilhões de reais para elas.

 

Acorda BRasil !!!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Veja o lado do cara que é pago pela empresa para ,  legalmente , fazer com esta pague a menor tributação possível , este cara faz seu trabalho honesto , a legislação tributária é um cipoal de leis muitas vezes contraditórias , não custa lembrar que Petrobras e outras "bras" tem discussões deste tipo.

 

Acho que o "acorda" vale para pressionar por um sistema tributário sensato , se é que isto é possível....

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Legalmente já é piada aqui no BRasil; um sistema tributário sensato vale apenas para as empresas de fora, o que, hipoteticamente falando, já responde o dito antes.  Até porquê, quando cismam de mudar as regras, as empresas estrangeiras são as primeiras a caírem fora daqui, sobrando apenas para os BRasileiros pagarem a conta ;)

 

O que não pode é abrir as pernas para elas e continuar ferrar o empresariado BRasileiro.....vide agora o escândalo da carne fraca.....  logo logo algum "consórcio estrangeiro" estará restaurando o escândalo. ;)

 

Acorda BRasil !

 

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora

  • Próximos Eventos

  • Conteúdo Similar

    • Por Motta
      Uso de smartphone pode estar nos emburrecendo, sugerem estudos
      Burro não sei mas preguiçoso com certeza , buscar no Google é mais fácil que lembrar das coisas...
    • Por Lucas S. Rosa
      Olá pessoal tudo bem?
       
      É o seguinte estou tentando fazer um script em SQL no Oracle que retorna o "código, nome, valor total vendido" do produto mais vendido em um determinado período.
      Fiz o script, mas ele tá retornando como resultado todos os produtos vendido no período, e o que eu gostaria era que ele apenas me retorna o produto mais vendido. Eu coloquei a função agregada MAX(...), mas mesmo assim é retornado todos os produtos vendido no período, segue meu script.(OBS: ele tá funcionando, o problema é que não está retornando apenas o produto mais vendido, mas todos os produtos vendidos).
       
      SELECT SUB.SUB_CODIGO, SUB.SUB_NOME, MAX(TESTE.TOTAL) FROM SUBSTANCIA SUB INNER JOIN (SELECT ITENS.SUB_CODIGO, SUM(ITENS.ITEM_NOT_SAI_QTDE * ITENS.ITEM_NOT_SAI_PRECO) AS TOTAL FROM ITENS_NOTA_SAIDA ITENS INNER JOIN NOTA_SAIDA NOTA ON NOTA.NOT_SAI_CODIGO = ITENS.NOT_SAI_CODIGO WHERE NOT_SAI_DATA BETWEEN '17/03/2017' AND '17/03/2017' GROUP BY ITENS.SUB_CODIGO ) TESTE ON (SUB.SUB_CODIGO = TESTE.SUB_CODIGO) GROUP BY SUB.SUB_CODIGO, SUB.SUB_NOME; Em anexo tá o resultado que esta retornando pra vocês terem uma ideia do que eu to falando.
      Se alguém poder me ajudar eu agradeço.
      resultado_sql.pdf
    • Por josePeixoto
      Olá,
       
      gostaria de saber uma forma de fazer uma consulta com a lógica abaixo:
       
      select t.id, (case when t.id = t2.id then count (1) ) from table1 t
       
      Só que eu não queria que a tabela t2 entrasse no 'from' da consulta externa.
       
      Há alguma maneira? Se não estiver claro, avisem que eu tento explicar de uma maneira mais clara.
       
      Obrigado desde já.
    • Por Motta
      Na package UTL_HTTP , temos o método set_proxy nele um parâmetro no_proxy_domains , como este funciona.
      Em resumo quero fazer um request de uma URL sem precisar de autenticação.
    • Por giesta
      Prezados Amigos, boa noite!
       
      Temos um sistema legado aqui que quase todo sábado apresenta indisponibilidade por uns 20 minutos e depois volta. 
      Olhando várias coisas possíveis chegamos ao Oracle, porém eu nao sou mto bom de Oracle :P
       
      Bom. Sempre que o sistema "senta" ele apresenta a query abaixo no V$SESSION_LONGOPS, que pelo que eu sei foi disparada pela parametrização do optimizer_dynamic_sampling (que ao ser consultado da 2, ou seja padrao). também são apresentados uma série de call dbms_stats.gather_database_stats_job_proc (  ), assim como um Table scan na tabela AVL.OSC_EQUIPE_ASS que esta atualmente com 19 milhões de linhas.
       
       
      A pergunta qual seria o melhor caminho? Posso passar isso pra zero? devo expurgar parte dos 19 milhões de registros? Tem como eu impedir ele de rodar sabado e só rodar no domingo fora do expediente?
       
      /* SQL Analyze(1) */ select /*+  full(t)    no_parallel(t) no_parallel_index(t) dbms_stats cursor_sharing_exact use_weak_name_resl dynamic_sampling(0) no_monitoring no_substrb_pad  */to_char(count("DATA_ENVIO_ORDEM")),to_char(substrb(dump(min("DATA_ENVIO_ORDEM"),16,0,32),1,120)),to_char(substrb(dump(max("DATA_ENVIO_ORDEM"),16,0,32),1,120)),to_char(count("DATA_RECEBIMENTO_CELULAR")),to_char(substrb(dump(min("DATA_RECEBIMENTO_CELULAR"),16,0,32),1,120)),to_char(substrb(dump(max("DATA_RECEBIMENTO_CELULAR"),16,0,32),1,120)),to_char(count("DATA_EXECUCAO_CAMPO")),to_char(substrb(dump(min("DATA_EXECUCAO_CAMPO"),16,0,32),1,120)),to_char(substrb(dump(max("DATA_EXECUCAO_CAMPO"),16,0,32),1,120)),to_char(count("DATA_DIGITACAO_RETORNO")),to_char(substrb(dump(min("DATA_DIGITACAO_RETORNO"),16,0,32),1,120)),to_char(substrb(dump(max("DATA_DIGITACAO_RETORNO"),16,0,32),1,120)),to_char(count("DATA_TRANSMISSAO_RETORNO")),to_char(substrb(dump(min("DATA_TRANSMISSAO_RETORNO"),16,0,32),1,120)),to_char(substrb(d