Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Lucky

Quanto vale o teu trabalho?

Recommended Posts

Excelente a ideia de nosso amigo d.eleete em propor este forum, acho que aqui podemos fazer uma coisa que é bem pouco utilizada pelos (pseudo)programadores novatos: PENSAR...Assim gostaria de deixar algumas dicas para que possamos debater... Vejam meus conceitos:1- Site é site, o resto é sistema2- Um site pode ser feito todo em html e serve para mostrar INFORMAÇÕES sobre uma Empresa ou produto na internet, em geral com as seções básicas de um site: Quem somos, Nossos serviços e produtos, Contatos, Novidades etc...3- Se o "site" tiver que FAZER ALGO INTELIGENTE, como guardar dados de usuários, apresentar dados de bancos de dados etc., não se chama mais "site" e sim "SISTEMA"...4- Sistemas tem basicamente a finalidade de "resolver o problema" para isso precisamos saber EXATAMENTE "qual" o problema...5- Para sabermos "qual" o problema devemos ANALIZÁ-LO, usando técnicas e ferramentas específicas para isso...6- Ao resolvermos problemas estamos DESENVOLVENDO SOLUÇÕES...7- Então não somos programadores, mas sim DESENVOLVEDORES...8- Quando digo "resolver o problema" não quero dizer que o problema seja a "operação" que o site deve fazer mas sim, como ele vai fazer isso se utilizando de páginas html, programação e browsers... Antes disso, a "operação" original deve ser testada e aprovada na vida real, no negócio da Empresa, para SOMENTE DEPOIS DISSO, nós podermos DESENVOLVER uma versão DIGITAL desta operação... (isso significa que uma coisa tem que funcionar na vida real para ser transferida para um site e NUNCA o contrário: programar uma idéia num site e tentar fazer ela funcionar depois na vida real da Empresa...) Temos de ver como o cliente trabalha, ver se isso funciona e só então fazer a tal versão digital para aquela operação... Tem muita coisa que NÃO funciona na prática real e com certeza NÃO vai funcionar na internet...9- Sabendo detalhadamente o que queremos fazer, (isto é, feita a ANÁLISE DO SISTEMA) podemos começar a DESENVOLVER a solução, e assim podemos dimensionar o tamanho da nossa RESPONSABILIDADE...10- Qual a IMPORTÂNCIA das informações que serão manipuladas, de quanto seria o prejuízo se estas informações se perdessem ou se caissem nas mãos erradas e, principalmente, DE QUEM seria este prejuízo...11 - Definindo o que vamos fazer (site ou sistema), definindo a nossa meta (a operação "real" que vai ser executada), definindo a programação (desenvolvendo a SOLUÇÃO) e deixando bem claro as RESPONSABILIDADES, estamos aptos a darmos o PREÇO JUSTO pelo nosso trabalho...12- Se o cliente não pode PAGAR o justo, tudo bem, apenas tambem não pode reclamar se não funcionar...13- Monte uma rede de FORNECEDORES e saibam quanto cada um cobra: Analista de Sistemas - 10 a 20 salarios por análiseProgramadores - 20/30(?) reais a hora x 100 horas no mínimoDesigners - R$ 500,00 a 5.000,00 por um projeto de interfaceAuxiliares, digitadores, editores, tradutores etc..Notas fiscais e impostos... Vai longe...14- Deixe BEM CLARO de quem é a responsabilidade em MANTER o futuro site/sistema operando, se vai ser tu mesmo, coloque o preço disso no acerto...15- Se for fazer só um sitezinho, vai descobrir logo que o tamanho do pepino geralmente é parecido, então sempre que possivel apresente um orçamento completo, com o valor desmembrado entre ANALISE, DESIGN, PROGRAMAÇÃO, PRODUÇÃO DE CONTEÚDO, MANUTENÇÃO e HOSPEDAGEM... Mesmo que não feche no valor IDEAL, terá uma referência para explicar se algo não ficar bom, (e até cobrar mais para arrumar) divida o RISCO com o cliente...16- ATENÇÃO para não cair na armadilha do site que nunca acaba, acerte antes exatamente o que tu vai fazer, para evitar de o cliente ficar tendo ideias e tu nunca acabará o trabalho...Táaa... já chega... E viram que mal falamos em programação... Agora vamos deixar que os amigos contribuam contando como fazem para dar seus preços...Lucky

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria apenas de salientar este detalhe:

isso significa que uma coisa tem que funcionar na vida real para ser transferida para um site e NUNCA o contrário: programar uma idéia num site e tentar fazer ela funcionar depois na vida real da Empresa...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Opa... é isso aí mesmo Lucky... mandou muito bem...Só gostaria de acrescentar uma coisa aqui... Quando você falou em rede de fornecedores e colocou uma idéia de custos com eles... temos q lembrar que tem muitos companheiros aqui que são da turma do Eu sozinho... portanto, caso alguém se enquadre nessa categoria, não vá pensando que: "Bem.. Vou fazer meu preço agora... R$ x.000 pela análise (que eu fiz), R$ x.000 pela programação (que eu fiz)... + R$ x.000 pelo design (que eu fiz)... + etc..etc..= R$ xx.000."Vamos levar pelo lado funcional... Se for um sitezinho pra empresa da esquina...você pode fazer sozinho mas o cliente não vai ter os R$xx.000 pra gastar num site...Agora, se for um sistema para uma grande empresa, que teria R$ xx.000 ou mais pra gastar num site, você não conseguirá fazer sozinho...Portanto saiba escalonar sua equipe e compatibilizar seu preço com isso...Por enquanto é isso..Valew...

Share this post


Link to post
Share on other sites

susse falo e disse...cara o preço varia muuuito de cliente pra cliente....infelismente pra eles e algumas vezes felismente para nós <_< E um bom desenvolvedor-designer sabe seu limite e a hora de convocar uma equipe para um projeto.(Caracas eu fico uma noite fora e olha o que ja tem aki!!! hehehe....vo termina uma matéria segunda e vo coloca tbm!)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o seu "caracas..........", HyperFast... huhuehueuAgora: se você ficou uma noite fora e rolou tudo isso...... imagina eu, que fiquei umas duas semanas fora!!! QUe issso!!! Que doidera!! Cês tão mandando muito com essa idéia!!! Parabéns aí para todos!!! :blink: <_<

Share this post


Link to post
Share on other sites

so acho q uma ideia nao é valida!!! nao sei posso ta enganado... porem...na definição eu ja acho q funciona assim...site serve pra solucionar o problema!!! e o sistem pra te dar a possibilidade de guarda e trafegar dados com segurança e agilidade de comunicação!!! e é isso q tem q ficar claro para o cliente!!! afinal de contas ele ta pagando por isso!!!falow pessoal!!! quem discorda posta ae para poder trocarmos ideias!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se resolver o problema é guardar informações e dados.....onde um site resolve isso??? (site=html)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falar em segurança é MUITO relativo... vamos pensar bem... nada está seguro na web hoje em dia ( e sabe-se lá quando estará)....Na minha modesta opinião com relação ao que nosso amigo vmc colocou...site estático serve para apresentar e colocar os ideais e objetivos de alguém( pessoa ou empresa)e sistema serve para aglizar processos e minimizar custos a longo(normalmente) prazo...Um sistema não implica necessariamente em garantir segurança....Valew...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não implica mesmo.....mas segurança não é o assunto! vamos manter o foco galera :ph34r:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Voltando ao assunto...

 

hehehehe

 

Mandou muito bem Lucky...

 

Mas acho que deveria ser exposto também o preço na forma:

(Quando o site não for feito em equipe)

 

Tecnologias usadas X Preço

(logicamente, considerando o número de páginas internas a serem desenvolvidas e incluindo domínio e servidor caso necessário.)

 

Ex:

Um site só em html+photoshop

* de 5-15 pag internas = R$ x

* de 16- 30 pag int = R$ y

* acima de 30 = R$ z

 

Um site só em flash+photoshop

* de 5-15 pag internas = R$ k

* de 16- 30 pag int = R$ i

* acima de 30 = R$ j

 

Um site com html+photoshop+java

* de 5-15 pag internas = R$ l

* de 16- 30 pag int = R$ d

* acima de 30 = R$ a

 

Um site com html+photoshop+java+flash

* de 5-15 pag internas = R$ w

* de 16- 30 pag int = R$ q

* acima de 30 = R$ e

 

Um site com html+photoshop+java+flash+ASP

* de 5-15 pag internas = R$ r

* de 16- 30 pag int = R$ s

* acima de 30 = R$ b

 

Um site com html+photoshop+java+flash+ASP+Banco de Dados

* de 5-15 pag internas = R$ m

* de 16- 30 pag int = R$ n

* acima de 30 = R$ v

 

E assim por diante...

 

Vcs acham esse tipo de cobrança inválida?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falar em segurança é MUITO relativo... vamos pensar bem... nada está seguro na web hoje em dia ( e sabe-se lá quando estará)....Na minha modesta opinião com relação ao que nosso amigo vmc colocou...site estático serve para apresentar e colocar os ideais e objetivos de alguém( pessoa ou empresa)e sistema serve para aglizar processos e minimizar custos a longo(normalmente) prazo...Um sistema não implica necessariamente em garantir segurança....Valew...

parabens! gostei da definição!!! ate agora acho q foi a melhor!!!e sobre os valores acho q c deve cobrar por projeto e nao por combinações!!!logico q as tecnologias devem ser adicionas no custo mais nao desta forma!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os programas e tecnologias em si não fazem nada sozinhos, o que menos interessa ao cliente é qual programa ou tecnologia vai ser usada... O que realmente conta na hora de dar o preço é a CRIATIVIDADE e EXPERIÊNCIA aplicados ao projeto que resultam em um site de aparência agradável e boa funcionabilidade e que cumpre o seu objetivo, seja ele qual for...Nunca dê um preço baseado na quantidade de páginas mas sim sobre o projeto todo... Se desmembrar teu orçamento conforme foi indicado anteriormente descobrirá que a diferença no valor a ser cobrado de um site de 10 páginas contra outro de 150 páginas ficará embutido no custo de horas de programação ou de produção... (que independe do custo da análise, do design, etc...) Tu cobra as horas e não o número de páginas...O teu preço deve ser baseado na SOLUÇÃO que tu CRIOU independentemente de quais tecnologias ou programas usará para fazê-la funcionar... Fazer sites não é como digitar textos... Tu não cobrará pelo esforço "burro" dos teus dedos no teclado mas sim pela "inteligência" que usou para que o site cumpra o seu objetivo...Digamos que fosse um projeto de arquitetura... Tu diria que se desenhar o projeto com canetas esferográficas cobrará R$X mas se fizer a lápis cobrará mais barato? Deu pra sacar a diferença? O que tu tem que cobrar é a solução que tu desenhou no papel pro cara e não a tinta ou o papel que tu usou...Este é um grande e comum erro ao tentar dar preços para sites e te apresenta para um cliente mais avisado como um atestado de amadorismo... Quando um orçamento desses fica ao lado de um orçamento como o proposto inicialmente, em quem voces acham que o cliente terá mais confiança? :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um dos problemas nessa questão é que para a grande maioria das pessoas, falar em nomes de programas ou tecnologias parece grego... :blink: .. é sério... para eles não interessa se o site dele é em HTML feito no Notepad ou se foi criada em ASP para SQL SERVER feito no DREAMWEAVER... o que interessa é ter o serviço pronto e bem feito.E realmente não concordo com a cobrança por páginas, e descriminação disso para o cliente.Porque, se você pensar bem, é mais simples você desenvolver um site dinâmico , digamos PHP+MySQL, que preencha 200 páginas no site do que criar 200 páginas na mão.. em HTML puro. Porém, aí vem o principal, você não fala isso para o cliente. Um site dinâmico é mais caro no fim e você tem menos(teoricamente falando) trabalho.Para finalizar: Não importa quais os caminhos que você percorreu, nem quais os veículos utilizados, e sim, que você chegou ao destino. E o teu cliente vai pagar o que você especificou que vale esse deslocamento.Valew...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre dar preços pelo "TODO" ou por "PÁGINAS" . . .Eu acho q valorizar o site através do números de páginas é relativamente viável a quem está começando no mercado, pois se o "Iniciante" for colocar o preço da experiência dele, ele não vai cobrar "NADA" pelo site.. compreendem??? As vezes o "iniciante" pode gastar um dia pra fazer uma página que um "veterano" faria em 2 horas... nem por isso o iniciante cobraria as 24 horas gastas...Mas se houver uma boa experiencia por parte do profissional, é muito mais viável que ele faça um apanhado dos recursos q utilizou e custos operacionais mesclado (agora sim) com o tempo gasto....O ideal mesmo é conhecer suas capacidades para poder orça-las numa reunião com um cliente!QUem não concorda grita aí :huh: estamos aqui pra isso ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

A questão de dar preço por quantidade é válida quando por exemplo o site terá 200 fotos, então eu posso cobrar R$3,00 no "orçamento" para scannear cada foto, é uma questão de custo, se o cliente me der as fotos já scanneadas eu não preciso cobrar aquele valor... mas dar o preço por página faz parecer que todas as páginas são iguais e que todas terão conteudo semelhante, quando dificilmente isso ocorre...A minha crítica e que dando o preço dessa forma NUNCA se começará a dar preços de outra forma, como aquela proposta inicialmente, mais profissional e que passa ao cliente uma sensação de que sabemos o que estamos fazendo, mesmo se o valor for igual.Com o d.ellete colocou, para o iniciante fica mais fácil cobrar assim, mas ele precisa aprender a dar preço ao seu trabalho pela sua criatividade, veja o tempo que ele gastou procurando inspiração em layouts na web, ou desenhando a cara do site do cliente... e o tempo que levou para visitar (varias vezes) o cliente e descobrir quais conteudos entrariam no site... isto tudo roda por fora daquele "valor por página"... É por estas armadilhas que o iniciante acaba levando 24 horas para fazer o trabalho de 2... e para "conhecer suas capacidades" como alertou o d.ellete, o iniciante tem que IDENTIFICÁ-LAS, assim descobrirá se é um bom DESIGNER, ou um bom PROGRAMADOR, ou um bom DESENVOLVEDOR, ou se só saberia mesmo ser um bom(?) DIGITADOR...Para chegar a isso, pode começar "experimentando" fazer seus orçamentos de uma forma mais metodológica... e quanto a isso me ocorre uma coisa :lol: ... que aquela história que contei no inicio do tópico não é sobre exatamente sobre como montar um bom orçamento, é meio misturada com outros conceitos... Quem sabe um novo tópico bem específico a respeito disso?

Share this post


Link to post
Share on other sites

A questão de dar preço por quantidade é válida quando por exemplo o site terá 200 fotos, então eu posso cobrar R$3,00 no "orçamento" para scannear cada foto, é uma questão de custo, se o cliente me der as fotos já scanneadas eu não preciso cobrar aquele valor... mas dar o preço por página faz parecer que todas as páginas são iguais e que todas terão conteudo semelhante, quando dificilmente isso ocorre...A minha crítica e que dando o preço dessa forma NUNCA se começará a dar preços de outra forma, como aquela proposta inicialmente, mais profissional e que passa ao cliente uma sensação de que sabemos o que estamos fazendo, mesmo se o valor for igual.Com o d.ellete colocou, para o iniciante fica mais fácil cobrar assim, mas ele precisa aprender a dar preço ao seu trabalho pela sua criatividade, veja o tempo que ele gastou procurando inspiração em layouts na web, ou desenhando a cara do site do cliente... e o tempo que levou para visitar (varias vezes) o cliente e descobrir quais conteudos entrariam no site... isto tudo roda por fora daquele "valor por página"... É por estas armadilhas que o iniciante acaba levando 24 horas para fazer o trabalho de 2... e para "conhecer suas capacidades" como alertou o d.ellete, o iniciante tem que IDENTIFICÁ-LAS, assim descobrirá se é um bom DESIGNER, ou um bom PROGRAMADOR, ou um bom DESENVOLVEDOR, ou se só saberia mesmo ser um bom(?) DIGITADOR...Para chegar a isso, pode começar "experimentando" fazer seus orçamentos de uma forma mais metodológica... e quanto a isso me ocorre uma coisa ;) ... que aquela história que contei no inicio do tópico não é sobre exatamente sobre como montar um bom orçamento, é meio misturada com outros conceitos... Quem sabe um novo tópico bem específico a respeito disso?

Concordo com tudo!Quanto ao novo tópico, é interessante criar um mostrando quais detalhes devemos imbutir no preço, e coisas semelhantes.. o q você acha????

Share this post


Link to post
Share on other sites

×

Important Information

Ao usar o fórum, você concorda com nossos Terms of Use.