Publicidade

Placar de líderes


Conteúdo popular

Exibindo o conteúdo com as maiores reputações desde 23-06-2017 em todas as áreas

  1. 4 pontos
    PHP não se aprende do dia pra noite. É preciso muuuuita paciência, é preciso DORMIR, sim, DORMIR, descansar a mente é primordial para o aprendizado. Tudo que você assiste e ler você TEM que por em prática, nada de guardar na mente, só se aprende praticando e criando exemplos próprios. É preciso também estudar o material correto, boas práticas, comece pelo manual do PHP, dê uma olhada também nas PSR's que são definições de boas práticas de programação. http://www.php-fig.org/psr/
  2. 3 pontos
    você usa Javascript para atualizar o carrinho sem atualizar a página, e o php você pega os dados que vir via Ajax ,que o usuario "Clicou" e envia pro banco de dados... Você pode dar uma pesquisada sobre Ajax do Jquery .. isso vai atender suas necessidades
  3. 2 pontos
    Supondo que você está usando a mesma página para enviar o formulário e pegar o resultado, crie um limitador na sua consulta começando em 0 e mostrando apenas 1 registro por vez. Você pode fazer isso via GET ou via POST vou dar um exemplo com POST //No inicio do código verifique se a variavel do limitador foi passada ou não. //se foi passada if(isset($_POST["linha"])){ //adicione +1 a linha $linha = $_POST["linha"]; $linha++; //se não foi passada inicie do zero } else { $linha = 0; } Dai no sua consulta você adiciona o limitador "SELECT pergunta, id_perguntas FROM perguntas WHERE id_perguntas = %d LIMIT $linha, 1" E no seu form você cria um input hidden para enviar a variavel <input type="hidden" name="linha" value="'<?=$linha;?>'"> Toda vez que você envia o form a variável $linha aumenta 1, e assim você vai pegando sempre o próximo registro da tabela
  4. 2 pontos
  5. 2 pontos
  6. 2 pontos
    Olá! Tente usar NULL de sql, assim: $post['item'] = !empty($_POST['item']) ? $_POST['item'] : 'NULL';
  7. 2 pontos
    Olá KG ! Lastima é querer acreditar e querer induzir usuários na grande rede à ainda uctilizarem vários ferramentas para remoção de um Rootkit, onde o mesmo subverte o sistema operactivo e acende bancos onlines, senhas e logins, e saber que não se resolve em nada; pior ainda, além de não resolver, deixando o seu sistema operactivo mais frágil e suscetível a novas incursões por usar tais ferramentas. Lastima é acreditar que tais ferramentas possam resolver casos como Ransomwares que estão a acontecer diariamente na grande rede e, pseudos analistas em remoção de malwares daqui, e, em outros fóruns possam dar conta "desse recado", e, pagando pau de sabedoria aos quais nem ao menos possuem conhecimentos sobre sequer, uma simples chave de criptografia simétrica ou assimétrica. Isso sim é uma lastima ! Isso é apenas o começo meu caro KG, preparamo-nos para o IoT; pseudos analistas daqui e de outros fóruns. Ao pronunciar o fechamento da sala muitos "analistas" traíras deixaram o fórum LD e foram babar o ovo, ou eu diria que foram aflorar seus bagos no Clube do Hardware, do querido Gabriel Torres; mas como eu disse anteriormente, estão fadados à morrerem com essa sala de remoção de malwares; até mesmo lá, no clube do hardware. É bem simples de se analisar; só não enxerga que não quiser. Se o Linha Defensiva, fórum internacionalmente reconhecido por postar resoluções sobre malwares, vírus etc, lacrou sua sala de remoção e sua equipe de "analistas" foram babar ou aflorar seus bagos em outro fórum, é porque chegamos ao fim, ao caos da rede sobre esse assunto, mas com certeza venceremos essa guerra! Basta esperarmos as postagens que virão por ai. [ ]'s
  8. 2 pontos
    A maioria dos padrões de persistência são similares, com apenas algumas modificações. ORM é definido como uma técnica de conversão de dados entre sistemas incompatíveis, como o modelo orientado à objetos e o modelo relacional. DAO é utilizado para abstrair e encapsular todo o acesso ao data source (fonte de dados). Dessa forma, o sistema pode mudar de data source sem se preocupar com o sistema em si, apenas com o DAO. DataMapper, conceitualmente, é semelhante ao DAO, entretanto, é um conjunto de camadas que move os dados entre objetos e o storage, mantendo a independência entre os objetos e o mapper em si. Apesar dos conceitos serem semelhantes, a prática se torna diferente. O DAO acaba se tornando uma relação bem direta entre objetos e o banco de dados, quase culminando entre uma tabela se tornar um objeto (o que não é regra). No final das contas, o DAO acaba sendo apenas uma camada intermediária entre o sistema e o storage. Por outro lado, o DataMapper, mapeia o modelo orientado à objeto para o modelo relacional. Dessa forma, não é raro que um objeto possa se tornar mais de uma tabela no banco de dados e vice-versa, como é o caso do relacionamento N:M que exige, no modelo relacional, uma tabela intermediária. Essa exigência não é necessária no modelo orientado à objetos. No final das contas, o DataMapper possui uma alta abstração e alta granularidade, necessitando a implementação de diversos participantes (Mapper, Factory, Collection, Entity, UnitOfWork, IdentityMap). Já o DAO, pode ser implementado apenas utilizando duas camadas, o DAO em si e a entidade (Entity). Ambos os padrões DAO e DataMapper não são diretamente relacionados ao ORM. O ORM pode utilizar algum desses padrões, não sendo uma obrigatoriedade e nem precisa utilizá-lo por completo. Outro padrão exitente é o TableDataGateway, o qual você pode ler no artigo do Henrique Barcelos: https://imasters.com.br/linguagens/php/padroes-tabledatagateway-e-tablerowgateway-teoria-e-pratica/ No final das contas, mesmo com suas semelhanças/diferenças, cada padrão vai lhe entregar o que se propõe com seus prós e contras. Cabe a você decidir o que irá escolher.
  9. 2 pontos
    É simples, você inicia buscando o código no banco, e não fazendo a inserção. Tipo assim, select cod_barra from tabela where cod_barra = '123456789102' ' Após sua função que gera o cod_barras automáticamente, selecione no banco de dados algum codigo que foi gerado pela sua funcao, se não encontrar, cadastre, caso contrario chame a função novamente para gerar um novo código. Não comece inserindo o código de barras gerado e sim consultando se o codigo gerado já existe. @icarof Outra coisa, trabalha com classes no PHP e crie uma classe para gerir e representar suas tabelas e consultas a banco de dados.
  10. 2 pontos
    Algo assim: https://developer.mozilla.org/pt-BR/docs/Web/API/notificacoes
  11. 2 pontos
    Olá amigo @gust.php, tente dessa forma. INSERT INTO dado_bancario (banco, agencia, tipo_conta, conta, favorecido, pessoa) SELECT '000' AS banco,'000' AS agencia,'000' AS tipo_conta,'000' AS conta,'nome_favorecido' AS favorecido, pessoa.id_pessoa FROM pessoa WHERE sexo = 'M' Não sei como está a estrutura de suas tabelas más creio que isso acima pode te ajudar
  12. 2 pontos
    Todas as respostas ao seu questionamento são a mesma: indiferente a escolha. Seja para onde enviar ou por questões de segurança. A segurança entre POST e GET é exatamente a mesma, nenhum método vai te prover algum tipo de segurança, esse não é nem o objetivo dos métodos HTTP. Por outro lado, cada método possui uma finalidade diferente. O método GET tem como finalidade exclusiva a recuperação de dados. O método get não deve realizar nenhuma ação que não seja retornar informação. Isso enquadra o método como safe (seguro). Isso significa que ele não pode ser utilizado para uma operação que gere um efeito colateral, como excluir um registro. Por outro lado, o método POST, tem como objetivo realizar uma operação que pode ser "insegura", ou seja, que pode gerar um efeito colateral, como excluir um registro. Para ler mais, veja a documentação oficial da W3C: https://www.w3.org/Protocols/rfc2616/rfc2616-sec9.html#sec9.1.1 Se quiser saber como realizar a exclusão de um registro utilizando POST, veja no link abaixo:
  13. 2 pontos
    Procure utilizar as funções nativas de criptografia como o http://php.net/manual/pt_BR/function.password-hash.php Porque? Porque através do sha1 e md5 é facil um "ataque de força bruta" e assim fragilizando o seu sistema e "facilitando" o trabalho do fulano que estiver tentando invadir o seu sistema. Além disso, existem já diversas discussões e artigos provando por A mais B que hash md5 e sha1 para dados "sensiveis" como senhas é absolutamente "loucura" utilizar nos dias de hoje. Através do password_hash você terá SEMPRE um hash diferente, mesmo quando o conteudo é igual e isso dificulta enormemente um ataque de força bruta e deixa o seu sistema muito mais seguro e além disso a possibilidade de conflito de hash é quase impossivel ao comparar com o md5 e sha1, mesmo se utilizados em conjunto.
  14. 2 pontos
    Amigo essa área do fórum é para duvidas e aprendizado. Temos uma área especifica para parcerias : https://forum.imasters.com.br/forum/87-empregos-e-parcerias/
  15. 2 pontos
    O Ajax na minha visão é opcional para criar essa tela. Você pode estudar o basico de HTML/JS/CSS 'Esquecer' o lado do servidor fazer por partes. Alguns Links legais: (CSS/HTML/JS) http://tableless.github.io/iniciantes/ (JS) https://github.com/gabrieldarezzo/helpjs-ravi https://www.youtube.com/watch?v=093dIOCNeIc&list=PLQCmSnNFVYnT1-oeDOSBnt164802rkegc (CSS/HTML/JS) https://www.caelum.com.br/apostila-html-css-javascript/
  16. 2 pontos
    Olá! É bom separar a lógica da apresentação. É preciso conferir qual é o retorno da função selecionar(); E passe o argumento sem aspas: selecionar($sql);
  17. 2 pontos
    Aqui tem o termo que você busca... https://developers.google.com/maps/documentation/geocoding/intro?hl=pt-br
  18. 2 pontos
    Olá Scripts para consulta de CPF e CNPJ atualizados e funcionando 100% Download em https://github.com/Massa191/Consultas_CNPJ_CPF_Receita_Federal Abraços Marcos Peli
  19. 1 ponto
    Cara, São coisas complementares, tanto é que o Bootstrap usa o jQuery O Bootstrap é um framework com um conjunto de recursos e classes para formatação de botões, inputs, alertas, calendários, facilitar para deixar o site responsivo, etc, pensa no Bootstrap como um framework para facilitar o trabalho do layout dos sistemas Já o JQuery é uma grande biblioteca javascript para facilitar o trabalho com o DOM, os objetos e elementos, ele facilita muita coisa quando você vai fazer via javascript. Entendeu porque eu disse que eles se completam, o Bootstrap utiliza o JQuery para para realizar alguns eventos, formatações e recursos que ele possui
  20. 1 ponto
    Um select Count Tb vai resolver o problema
  21. 1 ponto
    Coloque o codigo do formulario do contato, concerteza você esta enviando via GET, se for isso so trocar o _POST por _GET;
  22. 1 ponto
    Tendo em vista que podem ser muitos emails nesse newsletter (1 ou 10000) , você não tem como mandar o email logo após o $_POST, pois mandar 10000 ia ser dureza e o PHP iria desistir antes (script timeout). Geralmente se faz um outro arquivo php que manda emails em lotes, tipo de 50 em 50, e faz o sistema operacional executar ele de 1 em 1 minuto esse script. No linux se chama "Cron". Mas se for colocar um newsletter, recomendo um pronto mesmo, porque senão você vai ter que se preocupar com coisas como fazer o usuário sair da sua newsletter clicando em um link de descadastro de newsletter e etc..
  23. 1 ponto
    Bom dia; tenta assim comentarios = Replace(Request.Form("comentarios"), vbCrlf, "</br>") Att; Gilberto Jr
  24. 1 ponto
    Groso modo Usuario ======= Codigo pk Nome Elogio ====== Codigo pk Texto Data_publicacao Usuario_elogio ============ Codigo_usuario_de pk fk(usuario) Codigo_usuario_para pk fk(usuario) Codigo_elogio pk fk(elogio) Ajudou ?
  25. 1 ponto
    @Renan Cardoso isso deixará o HTML inválido. Mude o CSS do link (tag <a>) para que ele utilize todo o espaço do <li>. Somente é importante mudar o display da tag <a> para block. Assim seria o básico: a { display: block; height: 100%; width: 100%; }
  26. 1 ponto
    Qual o tipo de dados do campo codproduto? Se não for numérico, precisas de aspas simples a delimitar o valor, assim: "SELECT ISNULL(SUM(quantidade),0) FROM estoque WHERE codproduto='" & tb_cod.text & "'" Outra sugestão, coloca o texto da consulta numa variável, faz debug e vê se consegues executar a query directamente no SGBD.
  27. 1 ponto
    /_ Boa Tarde! Aldemir Pinheiro _\ > Sim! Mas pode ser Falso Positivo da Sophos detectando no valor descrito a dword=00000001. Por isto lhe pedi para averiguar,indo ao Registro,se a dword ao valor é mesmo igual a 1. > Não vejo inconveniente para isto,pois foi realizada uma boa limpeza em seu PC. Mas caso queira formatar a unidade "D",já que esta foi inacessível ao engenho da Sophos,fica à seu critério esta decisão. > Se você não está mais tendo problemas de acesso a sites e sem redirecionamentos,acredito que seu Modem/Roteador esteja íntegro em seus ajustes. > Pode utilizar o wifi sem receios,mas para início de suas operações de transferência de valores,faça testes com quantias pequenas,para desencargo de consciência. > Caso queira,você pode chamar o Técnico de sua operadora,para configurar seu Modem/Roteador e pedir para colocar o DNS da Google. > Praticamente já identifiquei o malware,mas caso tenha disponibilidade para a formatação,pode executá-la! Passando seus arquivos para o HD externo ou pendrive. > Digo isto,pois muitos Usuários não gostam de formatar suas máquinas ou não sabem fazê-lo corretamente. Ou não dispõem de imagem do Sistema ou CD de instalação sendo cópia original,preferencialmente. > Como a Sophos não pode escanear sua Unidade "D",existe pequeno risco de alguma infecção passar para a Unidade "C",neste caso,sugiro baixar o MCShield e deixá-lo residente ao tray para proteção da entrada USB. > A formatação,com certeza,lhe dará mais tranquilidade pois terás uma máquina rápida e sem malwares presentes,apesar da desinfecção realizada. > Mas caso queira fazer a tranferência pelo celular,sem a formatação de sua máquina,faça-o após novo scan da Sophos e instalação do MCShield. > Ops! Já ia esquecendo que antes de executar novo scan com a Sophos e postar seu relatório,você deve baixar e executar a DelFix para remover detecções da quarentena da FRST,apontadas pela Sophos. > Ps: Como você possui unidade externa e faz uso de pendrives,sugiro baixar esta proteção adicional que o livrará de contra-tempos ocasionados por worms. > Baixe: < MCShield > < Anti-Malware Tool > > Salve-o ao desktop! > Abra o anti-malware. > Ao clicar "Escaneamentos" ou "Scanner",teremos a escolha "Padrão" por default. > Clique OK para iniciar o scan,mas caso escolha o "Rápido",clique primeiro em "Aplicar" e depois em OK. > Ao concluir,poste o relatório! >>> MCShield AllScans.txt <<< [Abs]
  28. 1 ponto
    ORM é mais voltado para uma conversão automática. Como, por exemplo, o Doctrine o faz. Você mapeia os dados do objeto para o que seria sua representação no storage e o Doctrine realiza o restante. O DataMapper, por outro lado, é o seu mapeamento manual entre objetos e o storage. Mas o resultado é bastante similar. O próprio padrão dispensa a necessidade. Se quiser visualizar um pouco sobre o padrão, olhe olhar no link abaixo: http://blog.tekerson.com/2008/12/17/data-mapper-pattern-in-php/ Apenas para ressaltar, a implementação no link acima é bem básica. Você poderá encontrar uma implementação bem completa no livro "PHP Objects, Patterns, and Practice" do Matt Zandstra.
  29. 1 ponto
    Se quiser entender um pouco mais sobre o motivo de utilizar password_hash, leia o tópico por inteiro abaixo:
  30. 1 ponto
    Olá! Tente assim: $(document).ready(function () { form = $('#formulario_contactos form'), fieldset = form.find('fieldset').eq(0).clone(); $('#NAdultos').on('input', function () { var quant = this.value, adulot = $('fieldset.adulto').length; if (adulot < quant) { for (var i = adulot; i < quant; i++) { fieldset.find('legend').html(i + 1 + 'º Adulto: '); form.append(fieldset.clone().hide().fadeIn(500)); } } if (adulot > quant) { form.find("fieldset.adulto").slice(quant).fadeOut(500, function () { this.remove() }); } } ); form.on('change', '.alera', function () { var alerg = this.value, textArea = $(this).next(); // apenas o textarea que está imediatamente depois de .alera alerg == 's' ? textArea.fadeIn(500) : textArea.fadeOut(500); }); Nº de adultos <input type="number" min="1" value="1" placeholder="Nº de adultos" name="NAdultos" id="NAdultos"> <fieldset class="adulto"> <legend >adulto:</legend> <input type="text" placeholder="Nome dos adultos" name="Nomes_adultos"> <label>Se um ou mais convidado tiver restrições alimentares, por favor indique-nos:</label> <select class="alera"> <option value="s">Sim</option> <option value="n" selected="selected">Não</option> </select> <textarea placeholder="qual" class="qadultos" style="display:none;"></textarea> </fieldset>
  31. 1 ponto
  32. 1 ponto
    Opa, blz? O problema é só o primeiro caractere do título que está retornando em minusculo? Se for dá pra usar o ucfirst: $titulo = ucfirst($conteudo['title']);
  33. 1 ponto
    Primeiramente vi que todos os links então dentro de um <li> O que vai de macha ré do objetivo de menu ul li Exemplo: <ul> <li><a href="#">Link</a></li> <li><a href="#">Link</a></li> <li><a href="#">Link</a></li> <li><a href="#">Link</a></li> </ul> Segundo a maior parte do conteúdo não precisa do PHP, portanto colocar dentro de um echo é completamante desnecessário. <!-- Isso vai se mostrado como echo "{$nivelName}"; --> <?= $nivelName; ?> <!-- Isso aqui é simples html --> <a href="?logoff=off">Menu 1 Admin</a> <a href="?logoff=off">Menu 2 Admin</a> <a href="?logoff=off">Menu 3 Admin</a> <a href="?logoff=off">Menu 4 Admin</a> Terceiro o comando echo no mais simples de se entender.... serve para mostrar o código PHP como HTML e pode se tornar recursivo evitando re-executar o comando diversas vezes em várias linhas: Exemplo: <?php echo "<p>Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua." . "Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat." . "Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur." . "Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.</p>"; Quarto e último acredito que esteja com tamanho fora do comum é porque o código possui erros. Exemplo de 1 erro echo "<a href='cadastrar_campe.php'>Cadastrar Campe/a><br>"; echo "<a href='#'>Cadastrar game</a><br>"; O html está processando isso: echo "<a href='cadastrar_campe.php'>Cadastrar Campeecho "<a href='#'>Cadastrar game</a><br>"; Link sendo repassado dentro de outro link. Além do mais como já disseram possui erro de lógica, pelo uso de aspas simples e duplas sem orientação. E se for por razão de usar aspas duplas dentro de um echo que tem abertura e fechamento com aspas duplas: echo "<input type=\"text\" placeholder=\"Quebrei o código usando contra-barra\"/>";
  34. 1 ponto
  35. 1 ponto
    Eu preencheria o dataset no mesmo momento que preenche o datatable. Assim quando quiser imprimir o relatório já terá os dados que precisa.
  36. 1 ponto
    Montei um código rapidinho aqui, veja se te ajuda de alguma maneira https://jsfiddle.net/245x2axg/
  37. 1 ponto
    O setInterval vai chamar sua função após um determinado tempo 5seg por ex: setInterval(função, 5000); Agora o problema maior é que o código não espera, ele continua imediatamente após a declaração do setInterval, para isto funcionar você teria que dividir seu código em duas (ou mais) funções, uma para exibir o popup e outra para continuar a execução do código após o tempo definido.
  38. 1 ponto
    Antes de mais, acho que é pertinente rever a estrutura de tabelas pois essas entidades (marido e mulher) não fazem muito sentido. Dito isto, qual a estrutura das tabelas? Hipoteticamente, pode ser feito algo do tipo: SELECT marido.nome AS Marido, esposa.nome AS Esposa FROM marido INNER JOIN esposa ON marido.PK = esposa.FK; E usar o método PDO::FETCH_ASSOC para aceder aos campos respectivos.
  39. 1 ponto
    Tens um '>' a mais aqui: foreach($motoristas as $motorista)>:
  40. 1 ponto
  41. 1 ponto
    /_ Boa Noite! Aldemir Pinheiro _\ > Ao executar novamente a RogueKiller,você clicará em "Remove Selected". > Ps: Nisto,é importante que ao acessar as guias,as caixinhas estejam marcadas! > Clique "Finish" >> "Open Report" >> "Open TXT". > Agora,teremos o log apresentando a(s) remoções efetuadas! (Modo: Deletar) > Copie-o e poste o relatório! http://www.hardware.com.br/comunidade/area/seguranca-debates-duvidas-dicas-etc.59/ > Quanto a pergunta sobre a sala em questão,recomendo o acesso ao GdH neste link àcima. Se o Komm lhe atender,suas chances de êxito serão elevadas. [Abs]
  42. 1 ponto
    Olá! Veja se seria +- assim: <style> .bg { background: #000; } .efeito { background: #f00; width: 0%; color: #fff; height: 80px; font-size: 15px; transition: all 3s ease; } .bg:hover .efeito{ width: 50%; } </style>
  43. 1 ponto
    O que você indica na imagem é uma aplicação em linha de comando (CLI app), pode ser desenvido com diversas linguagens de programação. Você pode pesquisar a linguagem de programação que mais gosta e procurar uma biblioteca/framework para desenvolvimentode de aplicações em linha de comando. Você também pode pesquisar sobre curses e ncurses para criar aplicações mais avançadas.
  44. 1 ponto
    Preste atenção no básico da linguagem. pos++ é a mesma coisa que pos=pos+1. Atribuir isso à própria variável é desnecessário e gera confusão. No seu caso, você está sempre atribuindo o valor 0 à variável pos porque existe uma diferença entre operadores prefixados e pósfixados: https://stackoverflow.com/questions/7031326/what-is-the-difference-between-prefix-and-postfix-operators
  45. 1 ponto
    Se não me engano, o envio de e-mail através de SMTP a partir do plano gratuito na Hostinger é bloqueado. Acredito que a alternativa seria configurar seu formulário para usar o envio via PHP (Sendmail) no lugar de utilizar um servidor SMTP.
  46. 1 ponto
    Olá, se for um formulario, você pode usar o Onsubmit, exemplo: HTML <form name="form" onSubmit="return validar();"> <input type="text" name="nome" placeholder="Seu Nome"> <input type="submit"> </form> JS function validar(){ if(form.nome.value==""){ alert('Campo Nome Vazio'); return false; }else{ alert('Campo Nome Está Preenchido'); } } Eu Prefiro assim, eu acho melhor que a 'id'. Tem que colocar o return false senão o usuario vai ir para próxima página. Cuidado Js no front-end não e seguro, use uma linguagem que trabalha ao lado do servidor.
  47. 1 ponto
    Difícil controlar isso pois depende de cada usuário (navegador e configurações). A solução é criar o seu próprio método de validação com js. Att.
  48. 1 ponto
    Não tem a necessidade de sobrescrever o ToString(); isso é comum no Java, mas em C# não precisa. No demais, parece que está correto..
  49. 1 ponto
    Isso vem por padrão no MVC5. Se não começou o projeto, instale uma versão mais recente do VS, já tem o Community 2017. Acho que da um trampo usar no mvc4 https://stackoverflow.com/questions/19237285/using-asp-net-identity-in-mvc-4
  50. 1 ponto
    Amigo, da forma como mostrei acima, você já está pegando os últimos 1200 registros em ordem decrescente, ou seja, a cada registro inserido você o terá no topo e assim sucessivamente até chegar à 1200