Ir para conteúdo

Placar de líderes


Conteúdo popular

Exibindo o conteúdo com as maiores reputações desde 03/26/18 em todas as áreas

  1. 2 pontos
    @Amanda Morales o Bootstrap alterou nome das classes da células e a altura das linhas das tabelas. Para obter a mesma estilização do Bootstrap 3 nas duas tabelas com BS4, na HTML altere o valor das classes para colorir as TD's acrescentando o prefixo table-. De: success para table-success De: danger para table-danger De: warning para table-warning De: info para table-info De: active para table-active Faça isso e observe que a tabela responsiva vai colorir, mas a altura das linhas será maior que no BS3. Se você quiser manter as mesmas alturas de linhas acrescente as seguintes regras CSS retiradas do BS3 .table>tbody>tr>td, .table>tbody>tr>th, .table>tfoot>tr>td, .table>tfoot>tr>th, .table>thead>tr>td, .table>thead>tr>th { padding: 8px; line-height: 1.42857143; vertical-align: top; border-top: 1px solid #ddd; } .table-bordered>tbody>tr>td, .table-bordered>tbody>tr>th, .table-bordered>tfoot>tr>td, .table-bordered>tfoot>tr>th, .table-bordered>thead>tr>td, .table-bordered>thead>tr>th { border: 1px solid #ddd; } .table-condensed>tbody>tr>td, .table-condensed>tbody>tr>th, .table-condensed>tfoot>tr>td, .table-condensed>tfoot>tr>th, .table-condensed>thead>tr>td, .table-condensed>thead>tr>th { padding: 5px; }
  2. 2 pontos
    Erro meu, desculpe Na verdade é: flex-direction: column-reverse; Abç
  3. 2 pontos
    O efeito que você procura denomina-se: Animação flipping com CSS. Nesta página você encontra exemplos da animação e o link no final da página abre a página do tutorial que explica como fazer a animação.
  4. 2 pontos
    É só uma letra que você trocou.... rsrssr isso acontece mesmo.... <img SCR="https://i.ytimg.com/vi/C4-hixHo5vM/default.jpg" width="120" height="90"> <img SRC="https://i.ytimg.com/vi/C4-hixHo5vM/default.jpg" width="120" height="90">
  5. 2 pontos
    E aí, godoy?! O nome comum desse componente é "hover dropdown" e tem como característica mostrar um submenu, ao passar o mouse por cima do item principal. Além do mais, ele é derivado de um outro componente chamado "dropdown", no qual o usuário necessita clicar para ver o submenu. Design patterns Uma boa forma de crescer seu conhecimento no ramo é estudar design patterns (ou padrões de design, se preferir). Assim, se você pesquisar por essas duas palavrinhas, vai encontrar uma vastidão de outros componentes que são padrões, na web. No entanto, vou te dar um ajudinha e compartilhar os seguintes links, pra tu começar estudando sobre o que precisa: Tutorial do Maujor; Tutorial do WPMasters; Vídeo do Sala de Estudos. Ps: Acho mais importante você estudar direitinho como faz, antes que possamos te dar a resposta. Por isso, depois de estudar, se ainda tiver dúvida, pode contar comigo.
  6. 2 pontos
    Transcrevo a seguir a última regra CSS que encontrei na folha de estilos scrolling-nav.css. .carousel-item { height: 67vh; min-height: 300px; background: no-repeat scroll; -webkit-background-size: cover; -moz-background-size: cover; -o-background-size: cover; background-size: 100%; overflow: hidden; margin: 0 auto; } Aquela folha de estilos é do plugin ScrollingNav e a regra de estilo para .carousel-item que encontrei foi você ou alguém que colocou ali. De toda forma o que interessa é que a declaração height: 67vh; está causando o "espaço enorme abaixo da imagem". Ajuste aquela altura para algo em torno de height: 37vw; (atenção vw) e para viewport menor que 800px use media query para ajustar a altura para outro valor menor. Se necessário altere min-height também. Dica: Como regra geral nunca altere arquivos de código padrão fornecido com templates, plugins, frameworks etc. Por exemplo: para inserir regras de estilo personalizadas no framework Bootstrap ou em plugins crie uma folha de estilos separada (personalizada.css, app.css, meus-estilos.css, meu-plugin-scroll, meu-slide ou lá o que for) e link para a aplicação depois de todos os links para folhas de estilos.
  7. 2 pontos
    Experiência se adquire com prática e o GitHub é, a princípio, uma ferramenta colaborativa. Espera-se que os colaboradores contribuam com sua experiência, e não, busquem ganhar experiência. Escolha um tema ou pense em um projeto simples na área que você quer ganhar experiência e desenvolva o projeto . Se tiver dúvidas pergunte no fórum, de preferência com o projeto online para que se possa analisar. Experiência = prática + prática + prática + prática + prática + prática + ...
  8. 2 pontos
    É só colocar a URL completa do arquivo, não tem problemas com isso...
  9. 2 pontos
    Creio eu que o erro seja o seguinte: Na linha "al.curso.codigo" você está acessando o objeto Aluno, que você chamou de al, e dentro dele você tenta acessar o Curso do Aluno(al), porém, você não cria o Curso do Aluno(al) e mesmo sem criar você tenta acessa-lo... E isso está causando o NullPointerException. Para consertar, antes de você tentar acessar o "al.curso.codigo" crie o objeto Curso: al.curso = new Curso(); Caso não tenha entendido, aqui vai a sua classe Main com o erro consertado(eu testei): import java.util.Scanner; public class Main{ public static void main(String[] args) { Scanner input; input = new Scanner(System.in); int opc = 1; Aluno[] cadastro = new Aluno[10]; Curso[] c = new Curso[10]; int count = 0; int cont = 0; while (opc != 0 ) { System.out.println("1- Cadastrar Aluno: "); System.out.println("2- Imprimir Cadastros: "); System.out.println("3- Cadastrar Curso: "); System.out.println("4- Imprimir Cursos: "); System.out.println("Outra tecla - Sair"); opc = input.nextInt(); if(opc == 1) { if(c == null || c.length == 0){ System.out.println("Deves antes cadastrar um curso!"); return; } Aluno al = new Aluno(); al.curso = new Curso(); System.out.println("Nome: "); input.nextLine(); al.nome = input.nextLine(); System.out.println("CPF: "); al.cpf = input.nextLine(); System.out.println("Código do Curso: "); al.curso.codigo = input.nextLine(); cadastro[count] = al; count++; } else if (opc == 2){ for(int i = 0; i<count;i++) { System.out.println(cadastro[i].nome); System.out.println(cadastro[i].cpf); System.out.println(cadastro[i].curso.codigo); System.out.println(cadastro[i].curso.nome); System.out.println(cadastro[i].curso.turno); } } else if (opc == 3) { Curso cs = new Curso(); System.out.println("Nome do curso: "); input.nextLine(); cs.nome = input.nextLine(); System.out.println("Código: "); cs.codigo = input.nextLine(); System.out.println("Turno: "); cs.turno = input.nextLine(); c[cont] = cs; cont++; } else if(opc == 4) { for(int i = 0; i<cont;i++) { System.out.println(c[i].nome); System.out.println(c[i].codigo); System.out.println(c[i].turno); } } else { opc = 0; } } } }
  10. 2 pontos
    Olá Matheus, Primeiramente, corrigi 2 linhas do seu css que estavam faltando ponto e virgula: #left{ background-color: red; max-width: 450px; width: 45%; /* aqui */ margin: 0 auto; } .right1{ background-color: red; max-width: 450px; width: 45%; /* aqui */ margin: 0 auto; float: right; } Depois coloquei um display flex na sua div .banner-inner: .banner-inner { width: 100%; max-width: 1100px; margin: 0 auto; padding: 50px 0 50px 0; position: relative; background-color: cyan; display: flex; } Só de fazer isso ele já se comportou do jeito certo. [imagem] Agora se você quiser um embaixo do outro, centralizado, basta add a propriedade: flex-direction: column: .banner-inner { width: 100%; max-width: 1100px; margin: 0 auto; padding: 50px 0 50px 0; position: relative; background-color: cyan; display: flex; flex-direction: column; } Dê uma olhada e vê se funciona direitinho aí essas modificações. Abraços, Douglas.
  11. 1 ponto
    Você quer, paginação... Esse plugin resolve bem: https://wordpress.org/plugins/wp-paginate/
  12. 1 ponto
    div banner e menu entram dentro de uma div com propriedade float left a div corpo recebe a propriedade flot left. abaixo delas entra uma div sem conteúdo com a pripiedade clear both Então entra o rodape <style> .flt {float: left} </style> <div class="flt"> <div id="banner"></div> <div id="menu"></div> </div> <div class="flt"> <div id="corpo"></div> </div> <div style="clear: both"></div> <div id="rodape"></div> O restante das propriedades, personalize da jeito que bem desejar. Outra forma de posicionar elementos em linha é através de display(inline-block/table-cell) Para essas declarações sugiro que dê uma lida nesse artigo pois a explicação disso ficou ótima: http://www.maujor.com/tutorial/anti-heroi-css-display-table.php
  13. 1 ponto
    Joel, Basta você retornar os dados do select dentro do input com a tag "value", exemplo: <input type="email" id="email" name="email" value="<?php echo $variavel_email; ?>"> Espero que te ajude!
  14. 1 ponto
    Deixe seu código assim: <?php //Parâmetros de base de dados $hostname ="127.0.0.1"; $user = "root"; $password = ""; $database = "cadastro"; $conexao = mysqli_connect($hostname,$user, $password, $database); //Parâmetro para delete de registro $codigo = $_GET['codigo']; //Estrutura SQL $delete = mysqli_query($conexao, "DELETE FROM usuarios WHERE codigo = '".$codigo."'") or die (mysqli_error()); //Verifica se $delete = true if($delete){ echo "Dados Excluidos com Sucesso"; } else { echo "Erro ao Excluir"; } ?>
  15. 1 ponto
    A ideia do atributo ID no html é que seja único pra cada elemento, a ideia é que ele seja usado pra identificação de um elemento. Por tanto você pode usar os atributos data de um elemento, acho mais viável e mais robusto o seu uso, já que ele pode ser dinâmico. <a class="videoLink" id="video0001" data-yt-link="https://www.youtube.com/embed/tZZ3nEdw-2c"> <li class="list-unstyled mb-1 liVideo"> <div class="float-left"> <img src="https://i.ytimg.com/vi/tZZ3nEdw-2c/default.jpg" alt="Céu e terra se encontram - Davi Fernandes & Cultura do Céu (DVD Céu e terra se encontram)"> </div> <div class="video-content"> <h6>Céu e terra se encontram - Davi Fernandes & Cultura do Céu (DVD Céu e terra se encontram)</h6> <small class="float-right">16:50</small> </div> </li> </a> Os atributos data de um elemento, você define na tag de um elemento iniciando por "data-" o restante é o que você deseja referenciar, por exemplo. $(document).click(".videoLink", function(event){ event.preventDefault; var data = $(this).data(); // Obtenho todos os atributos datas que defini no elemento, no caso, como só defini yt-link, é o único que vai me retornar. var iframeVideo = $('<iframe width="560" height="315" src="'+data['yt-link']+'" frameborder="0" allow="autoplay; encrypted-media" allowfullscreen></iframe>'); $('.video-content').append(iframeVideo); }); Tente dessa forma e nos dê o feedback. rs
  16. 1 ponto
    Você terá que utilizar o AppendChild, pesquise sobre isso que encontrará exemplos.
  17. 1 ponto
    Muito obrigado, vou conseguir o resultado desejado! Apesar de não ter contato com alguns dos códigos utilizados, mas isso é questão de estudo mesmo kk
  18. 1 ponto
    Neste link há mais um exemplo para você estudar.
  19. 1 ponto
    select * from Documento d1 where DtEmissao = (select MAX(DtEmissao) from documento d2 where d2.idpessoa = d1.idpessoa) Creio ser isto , subselect com max , uma solução possível.
  20. 1 ponto
  21. 1 ponto
    Se você já está conseguindo extrair os dados da API, basta pegar os dados retornados e fazer um loop ao redor deles, inserindo um por vez. Como está seu código nesse momento?
  22. 1 ponto
  23. 1 ponto
    A parte do key eu sabia agora current e novo pra mim, ajudou muito, problema resolvido....
  24. 1 ponto
    Existem vários meios de se resolver seu problema. A primeira solução seria se aproveitar do fato que alguns eventos como o click se propagam dos elementos pais para os filhos(capturing phase) <html> <body> <div id="list"> <ul> <li> <i class="fa fa-times"> e novamente dos filhos para os pais(bubbling). <i class="fa fa-times"> <li> <ul> <div id="list"> <body> <html> normalmente você trabalha com o último tipo de propagação(bubbling), com isso em mente podemos nos aproveitar do fato de que o click ocorrera primeiro no <i class="fa fa-times"> e nele podemos interromper a propagação chamando o método stopPropagation do objeto evento que é passado como argumento. Para isso basta alterar o seguinte bloco de: $(document).on('click', 'i.fa-times', function(){ para: $(document).on('click', 'i.fa-times', function(evt /* Argumento que recebe os dados do evento */){ //https://developer.mozilla.org/en-US/docs/Web/API/Event/stopPropagation evt.stopPropagation();//Impede que o evento se propague para o elemento e pai Você pode ver e testar esse método em https://jsfiddle.net/w9kk74qe/4/. A segunda solução seria no evento de seleção testar se o alvo do clique foi o <i class="fa fa-times"> e não seguir adiante. Para isso você deve alterar o seguinte bloco de: $(document).on('click', '#list ul li', function(){ para: $(document).on('click', '#list ul li', function(evt /* Argumento que recebe os dados do evento */){ //http://api.jquery.com/is/ if($(evt.target).is('i.fa-times')) //Caso o alvo do clique seja o elemento com a função de remover return; //Retorna imediatamente Você pode testar esse método em https://jsfiddle.net/w9kk74qe/15/. Uma terceira solução seria alterar o evento de seleção para capturar somente os cliques realizados no span visto que o <i class="fa fa-times"> não está dentro dele, porem uma consequência disso seria a de que a pessoa teria que clicar no texto e não mais em qualquer área do li. Para isso você deveria alterar o seguinte bloco de: $(document).on('click', '#list ul li', function(){ $('#list ul li').removeClass("active"); $(this).addClass('active').fadeIn(200); Para: $(document).on('click', '#list ul li span' /* alterado o elemento de captura */, function(){ $('#list ul li').removeClass("active"); //http://api.jquery.com/parent/ $(this).parent().addClass('active').fadeIn(200); //Devida a alteração do elemento é necessário setar a classe no pai Você pode testar esse método em https://jsfiddle.net/w9kk74qe/18/. Outros métodos envolvem você reestruturar sua marcação e por consequência os estilos por este motivo não vou falar sobre eles. Para mais informações sobre a propagação dos eventos você pode consultar os seguintes links: https://javascript.info/bubbling-and-capturing https://developer.mozilla.org/en-US/docs/Learn/JavaScript/Building_blocks/Events
  25. 1 ponto
    O PHP hoje consegue se conectar com diversos SGBDs (Sistema Gerenciador de Banco de Dados). O mais comum é o MySQL (até um tempo atrás, era impossível compilar o PHP se não tivessse o MySQL instalado na mesma máquina). Para que o seu script se conecte com uma base de dados, é preciso informar o endereço dela. Por exemplo: <?php /* Connect to a MySQL database using driver invocation */ $dsn = 'mysql:dbname=testdb;host=127.0.0.1'; $user = 'dbuser'; $password = 'dbpass'; try { $dbh = new PDO($dsn, $user, $password); } catch (PDOException $e) { echo 'Connection failed: ' . $e->getMessage(); } Essa é uma conexão padrão utilizando PDO. No parâmetro "host", está sendo passado o ip 127.0.0.1. Esse IP é o da máquina local. Por default, 127.0.0.1 possui o alias "localhost". Ou seja, "localhost" é o mesmo que "127.0.0.1". Quando você quiser se conectar com um SGBD externo, você deve apontar para o IP do SGBD. Já o parâmetro "dbname" se refere ao nome da base de dados dentro do SGBD, que no caso está nomeado como "testdb". Não é porque está na mesma máquina que irá se conectar automaticamente, sempre deve ser apontado.
Esse placar de líderes está definido para São Paulo/GMT-03:00
×

Informação importante

Ao usar o fórum, você concorda com nossos Termos e condições.