Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

HyperFast

Como desenvolver um design eficiente!

Recommended Posts

(eu suspeitei pela sua maneira de escrever corretamente...)

 

Como é o mercado de desenvolvimento web em seu pais??

Share this post


Link to post
Share on other sites

(eu suspeitei pela sua maneira de escrever corretamente...)

 

Como é o mercado de desenvolvimento web em seu pais??

Antes de mais nada gostaria de afirmar que este texto é baseado nos meus conhecimentos do mercado português, logo se algum português especializado (ou algum conhecedor) ler isto e discordar com parte ou total conteúdo deste texto, faça a sua correcção. Como já disse acima, tenho 15 anos, por isso não esperem uma grande experiência ou conhecimento total deste mercado. Também parto do principio que o mercado que estejas a falar seja o de webdevelopment e não o de webdesign.

 

O mercado de web development é pouco desenvolvido, posso afirmar que no mercado global das novas tecnologias, o mercado da programação domina (maioritáriamente pequenas ou médias empresas que comercializam os seus programas).

 

O tipo de webdevelopers:

 

1)Normalmente um webdesigner acaba por se tornar um desenvolvedor web, pois tem necessidades de aplicações web, mas, atenção, esses são os casos do que se poderá chamar a classe baixa dos webworkers.

 

2)Depois há as equipas de trabalho, em que profissionais (conhecidos ou não) se juntam para desenvolver projectos para determinadas empresas ou outros. É aí que se reunem tanto webdesigners, como os desenvolvedores web, webwriters, etc.

É capaz de ser a melhor categoria, devido à variedade de especializações.

 

3)Há os desenvolvedores por conta própria, que acabam por ter de acabar por trabalhar por conta de outrem (uma ilustração da categoria anterior).

 

4)Depois há as empresas, que trabalham, exclusivamente viradas para a web, e aí tem os seus trabalhadores especializados nessa matéria.

 

É um mercado que começou no ultimo ano, a dar os seus primeiros passos, talvez, com a recente necessidade de desenvolver uma relação mais dinâmica entre a empresa e o cliente (ou possivel cliente no caso de ser apenas um visitante).

 

NOTA: Portugal tem para mais de 95 % de pequenas empresas, logo, essas empresas não têm necessidade e/ou não podem disponibilizar fundos para projectos de desenvolvimento web, logo, isso tem uma influência directa no desenvolvimento deste mercado.

 

 

Fui. Fiquem bem, ppl.

DarkNeo ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Poxa interessante mesmo , o que basicamente movimenta a economia do seu país? Pesca? Agricultura? Turismo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma das grandes industrias em Portugal é a Pesca D-man....tipo eles ganham muito com importação e exportação de peixes, bacalhau, sardinha, tem a Oliva tbm, Portugal ao que eu conheço é um pais mais agrícola do que tecnológico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hey, CALMA!D.eleete, tens razão quanto ao facto de a agricultura ser uma ou o maior mercado português principalmente a vinicultura.Quanto à pesca, está a sofrer uma crise estando a diminuir a sua quota de mercado em Portugal.Não pode querer que um pais que saiu à 29 anos do fascismo e da opressão, se torne numa grande potência tecnológica.Quanto à questão de ser um país basicamente agricola é mentira, e quanto ao facto de ser pouco tecnológico também.Mas aí eu estou indo, em parte, contra aquilo que eu disse atrás. Não, e porquê? Porque, Portugal não é um país virado para a Internet ou tecnologias relacionadas, mas sim para as biotecnologias, ou desenvolvimento de aplicações/ peças para projectos espaciais (tendo já alguns projectos agendados para a ESA - agência espacial europeia), robótica (ia-me esquecendo desta!!!), etc. (minha mãe está chamando, continuo a resposta mais tarde)

Share this post


Link to post
Share on other sites

DarkNeo, acho que vou me mudar pra ai!Em que escola que você estuda?A educação da ai, deve dar de 10 a 0, ná da qui!!!Os texto que você escreve é cheio de informação, você deve ser uma pessoa bem intelegente! ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais que inteligência, o que o nosso amigo DarkNeo prova é que não importa a idade mas sim a qualidade do que temos pra oferecer, mas o que mais me impressiona é a desenvoltura que ele mostra ao explanar suas idéias, de maneira organizada e sem abreviar as palavras nem (ab)usar das girias de papo de chat...

 

Garanto que a maioria dos que postam aqui, se quisessem poderiam escrever suas ideias assim, pois esse já seria um grande passo para treinar uma forma mais civilizada e responsável de se apresentar... pode parecer bobagem mas infelizmente não é pequeno o numero de "profissionais" que se dirigem a seus clientes usando termos e expressões que nem na web são adequadas...

 

Para quem quer atuar num mercado baseado essencialmente na comunicação, é um bom começo...

Valeu pelo exemplo DarkNeo...

 

Vamos segui-lo e melhorar o português de nossos posts, só pra variar?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia a todos,seguinte cara.. o rótullo que colocam em voces "o filho da vizinha do amigo que mexe com internet e faz site usando o frontpage", nao quer julgar ninguem, nem menosprezar seu trabalho. esse rotulo foi colocado depois que muitas pessoas com pouco conhecimento na area, abrem um software qualquer de imagem e começam a "montar seu site", depois disso já saem vendendo site como se fosse um profissional, lógico que por um preço bem menor cobrado no mercado, e com uma qualidade inferior.tenho 22 anos, faço design, trabalho a 4 anos com design para internet, já vi de tudo, cobrar uma quantia X e o cara preferir o filho da vizinha do amigo e blabalbala , o cara fez uma m***** de site com varias coisinhas pulando, som podrao.., umas imagens serrilhadas, sites mal acabados.não eh so saber usar um software, tem todo um conceito a internet, nao eh abrindo um flash e comecar a fazer animacoes usando shape parecendo tao MUDERNO...antes de tudo leia muitos livros de Pierre Levy , procure conceito, procure antes de tudo informação, estude em casa, leia bastante, conheca historia, conheca um pouco de tudo.acho que talvez depois de muito estudar, voce vai perceber o quanto eh importante isso.cara na boa.. eh muito dificil um cara de 15 anos desenvolver algo com a mesma qualidade que um cara de 30 anos, tem muito tempo de diferenca ai, experiencia, sacadas, estudos......nao estou alfinetando ninguem, nem menosprezando o trabalho de ninguemespero que todos tenham entendidoqualquer duvida entre em contato abraçosMarcelo Rinodesigner / webdesigner e muito maisConceito... isso sim altera o final...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais que inteligência, o que o nosso amigo DarkNeo prova é que não importa a idade mas sim a qualidade do que temos pra oferecer, mas o que mais me impressiona é a desenvoltura que ele mostra ao explanar suas idéias, de maneira organizada e sem abreviar as palavras nem (ab)usar das girias de papo de chat...Garanto que a maioria dos que postam aqui, se quisessem poderiam escrever suas ideias assim, pois esse já seria um grande passo para treinar uma forma mais civilizada e responsável de se apresentar... pode parecer bobagem mas infelizmente não é pequeno o numero de "profissionais" que se dirigem a seus clientes usando termos e expressões que nem na web são adequadas...Para quem quer atuar num mercado baseado essencialmente na comunicação, é um bom começo...Valeu pelo exemplo DarkNeo... Vamos segui-lo e melhorar o português de nossos posts, só pra variar?

Mas eu numca vi ou conversei com alguém de 15, escrever assim! tó dizendo porque tenho 15 também! :blink: É tem alguns que chegam, falando, qual é, isso mano!....Eu faço, mas as vezes um pouco de "giria", mas não abusando deles. :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desde já, muito obrigado a todos vocês pelos elogios.

 

Gostaria de começar por citar que os seres humanos desenvolvem-se na sociedade como seres sociais que são, formando-se na sua relação com o exterior.

Esta frase serve em parte para ilustrar que a educação, (falo do caso Português) é pobre e deficitária e que as pessoas se desenvolvem relativamente ao meio envolvente e mais que isso relativamente à sua mentalidade.

Ou seja, a educação (escolar) apenas serve para desenvolver a tua cultura geral, os teus conhecimentos. Mas a tua maneira de ver a realidade, essa já depende de ti e da vontade de te distinguires nesse mesmo mundo.

 

Caro Marcelorino, (relativamente ao teu reply) essa era a resposta que eu esperava quando escrevi o meu primeiro reply neste post.

Não a crítica infundada, mas sim a explicação da mesma, não te limitaste a criticar mas expuseste o porquê desse ponto de vista.

Gostaria de te agradecer pelas dicas, vou certamente procurar esse autor e também concordo com o facto de uma pessoa com experiência, estudos, workshops, prática, ter um conhecimento superior a uma outra que começou à pouco tempo desenvolvendo um design mediano com as suas falhas, e que apenas se baseia na experiência adquirida.

Eu apenas desejo que estes dois exemplos sejam avaliados relativamente à sua qualidade e não à diferença de idades dessas duas pessoas.

 

Lucky, concordo a 100% contigo. Começar a escrever bem nos fóruns é um pequeno passo para se acabar com a escrita comprimida, que tanto afecta parte dos profissionais da Internet.

 

 

 

(Continuação do post anterior)

 

Estive a fazer uma busca dos sectores mais rentáveis em Portugal e encontrei umas revistas com alguns dados relativos aos anos de 99/2000 e assim para os interessados nesta questão, alguns dos sectores com os maiores volumes de negócio em Portugal são (valores em milhões de únidades monetárias):

 

Serviço ao Consumidor: euros 13,09 (reais: 45,82)

Automóvel e Equipamento de Transportes: euros 12,95 (reais: 45,33)

Distribuição: euros 9,34 (reais: 32,69)

Grossistas Importação/Exportação: euros 7,36 (reais: 25,77)

Consumo a retalho de bens de consumo: euros 6,12 (reais: 21,42)

Sector Agro-Alimentar, Bebidas e Tabaco: euros 5,85 (reais: 20,475)

Indústrias de Electrónica e Máquinas: euros 4,36 (reais: 15,26)

 

Pronto, assim já tenho uma resposta mais concreta, quanto a esta questão, claro que pode existir um desfasamento nos cálculos devido aos arredondamentos, mas para quem quiser saber a razão utilizada foi:

 

200,482 escudos = 1 euro

1 euro = 3,5 reais

 

Espero que tenha tirado todas as dúvidas e não deixem de postar!

 

Fiquem bem!!

DarkNeo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá a todos,concordo quando o Lucky diz sobre como as pessoas se comunicam através de gírias de chat em mensagens postadas aqui no fórum...Porém, temos que tirar um outro dado aqui: que uma boa parte dos que aqui participam, e que trabalham na área , são jovens (bem jovens), com cerca de 15 a 20 anos... Estas pessoas, tendem em sua maioria, a ser menos formais, e a participar mais de chats....Uma pessoa com cerca de 25 dificilmente usaria estas gírias....Agora, quanto a nosso amigo de Portugal, devo aqui levantar 3 pontos, sem que julgar ou menosprezar ninguém...1) Temos que entender que a cultura e o ambiente português é diferente do brasileiro. Lá, eles prezam a língua, relutando ao máximo a utilizar palavras ou expressões estrangeiras (alguém sabe o que é rato, écran??) Já aqui no Brasil, como um país de mistura muito grande, aceitamos e usamos fácilmente expressões, palavras e gírias estrangeiras....2) Desculpe, mas me recuso a acreditar que o ensino português, como de outros países, seja ele em qualquer nível, seja melhor que o brasileiro.. Antes que alguém atire a primeira pedra, explico: tanto aqui como lá, como em QUALQUER outro lugar do mundo, existem escolas boas e ruins, sendo que óbviamente a proporção entre as boas e ruins varia de um país para outro... Cada um tem suas particularidades... E ainda mais, um profissional brasileiro não deve ou perde em nada em conhecimento e competitividade com um profissional estrangeiro.. Falo por experiência própria. Trabalho numa multi, já morei na europa por um ano trabalhando por esta empresa, viajo regularmente pra lá e hoje coordeno uma parte do desenvolvimento de software, com times espalhados no Brasil e Europa... O que nós, brasileiros temos que para é de pensar que o quintal do vizinho é melhor, que o que vem de fora é melhor....3)Agora, para o o DarkNeo, amigo, você tem futuro. Mesmo com pouca idade para o mercado, já se coloca como um profissional (não só na maneira de se expressar, como no conteúdo que tem postado aqui no fórum, sua postura, etc...). Isso só mostra que não importa a idade, mas a boa vontade, a seriedade de trabalho e o comportamento que temos diante dos disafios da vida. Parabéns....Abraços,

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas q a infra estrutura do ensino PUBLICO no brasil eh precária eu tenho certeza. Não estou generalizando, mas na cidade onde moro algumas escolas possuem excelentes instalações (geralmente as municipais) enquanto outras, nas regioes mais perifericas, estão totalmente depedradas (geralmente as estaduais)As escolas estaduais que possuem maior qualidade de ensino, são aquelas nas regiões centrais onde a renda dos alunos são maiores e as arrecadações (APM) tbm..

Share this post


Link to post
Share on other sites

ae galera.....acho que nesses casos "berrantes" de clientes que querem coisas absurdas, fora do que eh profissional, o melhor eh tentar evitar de pegar o trampo....parece doidera, mas eh verdade...você viram o meu post do "qual o valor de um site"?....Claro que no começo naum dah...mas pra quem jah tem uma certa bagagem eh possível recusar um trampo por coisas assim...acho que eh ateh mais profissional do que aceitar e fazer o que o porcão do cliente quer.....afinal eh um trabalho em equipe...se você e o cliente naum se entendem....então num rola trabalho....claro que naum pode ser sempre assi neh...divergencias de ideias sempre existe, mas tem coisas que num dah pra aceitar neh!!!!Legal esse post....várias idéias pra quem tah começando a pegar trampo..principalmente os "absurdos"E isso ae!!!AbratzChan

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo Chan!AS vezes temos mesmo que recusar algum trabalho "bizarro", as vezes até por respeito próprio.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui esta acontecendo o seguinte. O cliente mandou modificar o site 1000 vezes e na hora que a gente fez aquele site "perfeito" adivinha oq ele fez? Simplesmente desenhou numa folha sulfite e mandou via fax o layout lixo q ele queria..fala serio...

Cara, eh f*** mesmo...Tem muita gente assim...tipo "Eu sei o q devo fazer para ganhar dinheiro", mas o cara n sabe nem fazer o "Ó"com o copo....É fd....Mas, dá p driblar estes "xaropes". É deles q normalmente a gente arranca até a alma, porque eles permitem isso, sendo arrogantes e donos da verdade. Daí, só depende do webmaster ter paciência e saber tirar proveito disso.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

O interessante seria mostrar ao cliente que ele não entende p*** nenhuma. Mas como fazer isso sem comprometer o contrato? :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

AS vezes temos mesmo que recusar algum trabalho "bizarro", as vezes até por respeito próprio.

Eu mesmo recusei alguns trabalhos esses dias, um cara me propos uma parceria pra fazer e vender 'tampletes', mas sinceramente apesar de começar a fazer 4 layouts de pronta entrega, percebi que o retorno financeiro e o reconhecimento não seria válido. Ou seja acabei não fazendo nada.Pessoalmente eu acho que o cliente deve ser ouvido, é claro que nós profissionais devemos de forma educada e firme, propor uma contra-proposta, com fundamentos cabiveis em cada caso. Se isso não der certo e o cliente bater o pé, é melhor seguir o conselho do pessoal e se recusar a efetuar o mesmo.Concordo com o português, idade não influencia tanto assim na criatividade e aproveitamento no trabalho. Conheço muitas pessoas que se consideram experientes e por fim, não conhecem nem a metade do que falam.

Share this post


Link to post
Share on other sites

×

Important Information

Ao usar o fórum, você concorda com nossos Terms of Use.