Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

João Prado

Como deixar um logo maior sem deixá-lo maior

Recommended Posts

Existe uma maneira certeira de deixar o logo do cliente maior sem realmente deixá-lo maior, mas é uma medida reservada para situações mais reservadas. Você já exaustou todas as outras possibilidades. Além disto, sua paciência, respeito pelo cliente e seus escrúpulos já foram água abaixo. Eis como funciona.

 

Você apresenta o job com o logo pequeno, e o cliente explica que o tamanho precisa ser alterado. Não discuta. Ao invés disso, escute com muita atenção, balançando a cabeça, pegando os detalhes e nuances. Deixe claro que este é um assunto de importância e complexidade, e é direito do cliente focar nela.

 

Finalmente, anuncie como se tivesse acabado de entrar na sua cabeça, que só existe uma maneira de conseguir acertar o tamanho dele afim de satisfazer o cliente. Você não irá preparar uma, mas cinco opções, mudar o tamanho do logo em cada uma. Desta forma, e, desta forma por si só, uma decisão final pode ser feita. Acredite em mim: nenhum cliente vai dizer não a esta oferta, já que se existe algo que pessoas que discutem sobre tamanhos de logos gostam, é de analisar várias opções únicas. Leve seu trabalho embora e avise que vai retornar na próxima reunião com esta idéia pronta para revisão.

 

Prepare uma apresentação com cinco tamanhos diferentes de logos no seu projeto: grande, levemente maior, mais um pouquinho maior, novamente mais um pouco maior e finalmente, o maior de todos. Idealmente, a diferença entre os tamanhos deve ser quase imperceptível.

 

Na próxima reunião, com um pouco de enrolação, coloque as opções disponíveis na frente do cliente, da esquerda para a direita e do menor para o maior. Para gerar uma discussão melhor, numere as opções de 1 a 5. Enquanto estiver colocando as opções na mesa, explique “Nós começamos com o tamanho original apresentado da última vez e mudamos o tamanho gradualmente de X em X (insira alguma medida pequena de tamanho) para que pudéssemos chegar a uma opção melhor“.

 

Deixe o cliente examinar as imagens. É um período de extrema análise, parcialmente por que a diferença de tamanho é difícil de ser notada. Eventualmente, o silêncio vai chegar, e com um pouco de hesitação, dê sua ponto de vista: “Depois de analisar eles juntos por um tempo, nós decidimos que a versão 5 estava grande demais e estávamos indecisos entre o 3 e 4″. Se o cliente for educado, ele fingirá se importar com sua opinião por um momento. Caso não seja, ele não irá gastar mais tempo nisto. De qualquer maneira, ele irá avisar que gostou da versão 5 e é esta que deverá ser usada. Neste ponto você pode tentar convencer ele (sem sucesso) de que a opção 4 é a melhor. Mas não importa: você já ganhou.

 

 

Descobriu como isto funciona?

Quando você fez esta apresentação com o logo da reunião anterior, ela estava na opção 5 e não na 1, e todas as outras opções eram menores, não maiores. No entanto, note que você nunca falou o contrário – por isso, cuidado ao falar que você pegou o tamanho original e mudou gradualmente o tamanho sem mencionar se aumentou para cima ou para baixo. Quando colocou as opções na mesa, você começou com o menor e foi subindo – novamente, não mentiu nada. Até quando você tentou votar pela opção 4, você usou argumentos válidos chegando até a refutar a sua primeira opção acreditando que até ela estava maior do que você queria. Se você for bem cuidadoso, não terá que mentir.

 

Como qualquer jogo de poder, este é baseado na ilusão de que a outra pessoa acredita ter vantagem. Neste caso, o cliente acredita que é trabalho seu fazer o que o cliente mandar. Eles nem sequer notam que sua fidelidade não é com eles, mas com a qualidade do trabalho, algo que você não pode, em sã consciência, comprometer por causa da falta de bom gosto deles.

 

 

Duas observações finais

1 – Não deixe nenhuma cópia da apresentação original com eles, para que eles não decidam comparar com a segunda apresentação. Você pode ficar com o original explicando que você precisa dele para comparar com a segunda versão, além disto você não pode suportar a idéia de trabalho de design falho ainda em circulação.

 

2 – Se as coisas forem água abaixo e você for pego, coloque a culpa do desentendimento em um estagiário que o cliente nunca conheceu e que o mesmo será demitido assim que você chegar no escritório.

 

Que fique claro – eu nunca tentei isto.

 

 

 

Fonte

Share this post


Link to post
Share on other sites

×

Important Information

Ao usar o fórum, você concorda com nossos Terms of Use.