Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'linux'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Q&A Desenvolvimento
    • Perguntas e respostas rápidas
  • Web Development
    • HTML e CSS
    • Javascript
    • PHP
    • Ruby
    • Python
    • Java
    • .NET
    • Docker, Kubernets and other environments
    • WordPress
    • Mobile
    • Agile
    • Desenvolvimento de Games
    • Banco de Dados
    • Design and UX
    • Algoritmos & Outras Tecnologias
  • Entretenimento e uso pessoal
    • Segurança & Malwares
    • Geral
    • iMasters's pub

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Google+


Hangouts


Skype


Twitter


deviantART


Github


Flickr


LinkedIn


Pinterest


Facebook


Site Pessoal


Localização


Interesses

Found 62 results

  1. Popularidade: Atualmente,basta dar uma olhada nos computadores à venda nas lojas,principalmente naquelas chamadas “Populares”,para ver que o Linux deixou de ser algo restrito a uma elite de aficionados por computadores para se tornar um fenômeno real. Mas Afinal O que é Linux? Linux é o Kernel núcleo do sistema operacional,ao qual eu chamo de coração do sistema,pois é ele quem dá vida ao mesmo. Quem usa computador já ouviu falar no famosíssimo Windows,o sistema mais popular do mundo,o Linux surgiu como uma forma mais econômica e confiável de sistema, para colocar no computador de acordo com seus seguidores. De fato,hoje milhões de pessoas escolhem uma das distribuições Linux justamente por causa da sua estrutura sólida e estável.E mais:O Linux é o ícone e a bandeira daqueles que sustentam e apoiam a bandeira do software livre.Sim,porque muitos sabem que a maior vantagem do Linux é que ele é gratuito,isso mesmo,não é preciso desembolsar nenhum centavo para ter esse maravilhoso sistema. O Movimento mundial para a distribuição de software livre,um projeto ao qual o Linux pertence,está assumindo a conotação de um fenômeno internacional,cuja ideia é o tanto utópica,é acabar com o conceito de software proprietário e direitos intelectuais que há muito tempo dominam nossa cultura,o Linux e outros software gratuitos são os produtos de um grupo consistente de pessoas que publicaram e compartilharam o resultado de seu trabalho para que todos pudessem utilizá-lo livremente. Se analisarmos essa ideia com um pouco de atenção,veremos claramente a simplicidade e a grandeza de seu alvo,principalmente porque nós Brasileiros,cidadãos daquele país que alguém achou melhor classificar como “Terceiro Mundo” estamos em contato com algumas realidades chocantes e injustas.Um exemplo começamos em uma escola estadual numa minuscula cidade do interior,que não recebe verbas do governo, o suficiente para proporcionar aos alunos um laboratório de informática adequado(Indispensável hoje),Agora,façamos algumas contas,cada computador que custa 1000 reais equipado com um sistema operacional,pacote Office,se for Windows sairá em torno de 1500 reais,se o sistema é Linux o custo com programas Office e etc é nulo,é o dinheiro que sobrou poderia ser gasto para comprar outros computadores. Obviamente,“Nem tudo que brilha é ouro”,primeiramente porque usar um sistema Linux precisa de treinamento especifico e também a maioria dos programas de Windows não são disponíveis para Linux(Será coincidência?),a maioria dos Webdesigners,arte-finalistas,Projetistas de AutoCAD,entre outros ainda precisaram trabalhar com sistema proprietário por um longo tempo,entretanto temos alternativas para Linux e certos programas e jogos podem ser executados no Wine/Lutris. Para entender melhor o Linux, é preciso compreender suas origens, isto é, seu histórico e as razões que levara-o ao sucesso. Continue lendo e conheça! Um pouco da história: Tudo começou com o Unix, o Pai de todos os sistemas operacionais, este era distribuído em diversas versões, sendo sua versão mais famosa o Linux.O Unix foi criado no final da década de sessenta pelos programadores Ken Thompson, Dennis Ritchie e Brian Kerninghan. O nome Unix, que originalmente era escrito como ‘Unics’, é um acrônimo de Uniplex Information and Computig System. Foi a AT&T que o nomeou como Unix, inicialmente qualquer um que tivesse interesse no sistema podia pedir ao Bell Labs uma fita com o software e os manuais impressos por um preço muito acessível, e por não se tratar de um software proprietário qualquer um podia modificar o sistema a partir de sua necessidades,que é o que acontece hoje com o Linux.Em 1970, desenvolvedores da Universidade de Berkley na Califórnia, realizaram um trabalho de extrema importância no código fonte do Unix, era o surgimento do protocolo TCP/IP. O resultado desse trabalho, foi a versão BSD (Berkley System Distribution) do Unix, de tamanha importância que, até os dias atuais existem distribuições baseadas nesse sistema, tais como a OpenBSD e a NetBSD. Ao longo do tempo a popularidade do Unix só aumentou, e desde a concessão a AT&T, o código fonte do Unix se tornou proprietário, dando origem ao AT&T UNIX. Softwares proprietários acabaram se tornando uma tendência, e um número maior de empresas começaram a aderir a esse modelo. No entanto na década de oitenta, com desenvolvimentos liderados por Richard Stallman, a situação começara a mudar. Foi então que revoltado com a ideia de não poder compartilhar suas descobertas e melhoras nos produtos existentes, que Richard começaria um projeto de criar uma espécie de Unix, só que agora, com código aberto e livre. Assim nascia o GNU no final de 1983. A licença do GNU permitia a qualquer usuário copiar, distribuir e alterar sua cópia do programa, ou seja, tendo liberdade total de criar sua própria distribuição do sistema. O que significa Open Source(Código Aberto): O termo Open Source, se refere as iniciativas de código aberto e disponíveis para programadores, surgiu pela primeira vez em 1998, e é usado para se referir a softwares livres, ou seja, que não são proprietários. Havia um medo de que a o termo ‘livre’, trouxesse consigo uma rejeição por parte das pessoas não familiarizadas com os softwares livres. O que levou então, a necessidade de se criar a OSI (Open Source Iniciative), que foi fundada com o propósito de promover softwares de acordo com a Open Source Definition. Como surgiu “O Linux”? No inicio da década de noventa, um estudante finlandês chamado Linus Torvalds graduando em Ciência da Computação pela Universidade de Helsinque, teve a brilhante ideia de modificar o Kernel do Minix, com a ambição de criar uma versão melhor do mesmo. Para publicar o Linux, ele utilizou a licença GPL, assim o sistema poderia ser copiado, utilizado e alterado livremente, e com o auxílio da internet, o Linux começou a se popularizar e ser modificado por diversos programadores diferentes.No começo ele era apenas acessível pelos Hackers e outros mais entendidos de informática,pois funciona apenas na linha de comandos,ou seja não tinha “Cara”,foi assim de 1991 até 1996,no mesmo ano em 1996,foi lançado o ambiente gráfico KDE que deu a primeira “Cara famosa” ao Linux,(K Desktop Environment),antes disso existia o X-Windows, interface gráfica para Linux lançado em 1992,em seguida em 1997,o Linux conquistou o mundo hollywoodiano,estúdios como Pixar Estúdios,DreamWorks e Lukas arts, fizeram filmes como:Titanic,Senhor dos Anéis,Vida de Inseto,Shrek entre outros. O Linux se tornou tão popular que suas distribuições hoje são seguras, confiáveis, modernas e práticas, exemplos do sucesso são o Ubuntu, o Mint e o Mageia. Algumas distribuições: Ubuntu: É uma distribuição Linux completa proveniente da Africa do Sul,baseada na premissa de que o sistema deve ser totalmente livre,multilíngue,personalizável,e passível de edição por qualquer usuário. O Ubuntu é um projeto voltado a comunidade com o propósito de criar e distribuir um sistema operacional Open Source. Suse: Esta distribuição traz diversos recursos para usuários domésticos, incluindo instalador fácil de utilizar, ferramentas para internet, chat, multimídia, editores de texto, redes e desenvolvimento. Red Hat: É a distribuição mais famosa, e que inspirou diversas distribuições pelo mundo, como a distribuição brasileira, Conectiva, que no início era só uma recompilação da Red Hat. Essa distribuição foi responsável por criar ferramentas como a sndconfig, Xconfigurator e outras. Além disso possui um ótimo gerenciador do sistema, o linuxconf, que funciona como um painel de controle do Windows. Debian: Uma distribuição mantida por voluntários, foi inovadora ao criar o gerenciador de pacotes apt-get via shell, resolvendo problemas nas atualizações e dependências de programas. Slackware: Profissionais adoram essa distribuição, por ser toda configurada em modo texto. Destaca-se também por ser uma das distribuições mais estáveis do Linux. Gentoo: Uma distribuição que pode ser demorada para instalar, pois é necessário que você compile programa por programa, e fazer cada configuração, porém, isso tem como vantagem que só o necessário para o usuário em específico haja no sistema, tornando-o muito rápido.É como montar o seu próprio carro,no caso montar o seu próprio sistema na analogia. Autor: João Santos Vieira Junior(Eu)
  2. Seria possível dividir os tópicos de agora em diante em algumas áreas/foruns nos sistemas operacionais Windows,Linux/Unix,e Mac? Exemplo:Cada área ou fórum teria um subfórum,Assim: Windows>Programação Windows>Vídeo aulas Windows>Artigos,dicas e tutoriais Linux/Unix>Programação Linux/Unix>Vídeo aulas Linux/Unix>Artigos,dicas e tutoriais Mac>Programação Mac>Vídeo aulas Mac>Artigos,dicas e tutoriais O que acham?
  3. Tem alguma área no fórum dedicada ao Linux e um subfórum para programação no mesmo? Observação:Preciso de uma área dessas para divulgar meu trabalho e ser reconhecido por muitos,tenho vídeo aulas de Linux,programas feitos para Linux no formato .deb,.rpm e .txz(Slackware),e ainda dicas e artigos do mesmo assunto. Hacker_Buiu é só meu nick,lembrando que existe hacker do bem e hacker do mal,mas não me considero um hacker,apesar de ser apaixonado por Linux,programação e tecnologia. Preciso de uma área assim: Fórum:Linux Subfórum:Lazarus,Gambas e NetBeans,Explicação:Lazarus(Delphi 7 para Linux),Gambas(Visual Basic do Linux),NetBeans para programar em Java e as vezes com C/C++ via plugin. Subfórum:Vídeo aulas de Linux(Instalação de programas,de jogos e vídeo aulas de programação etc...). Moderadores e Administradores quero muito essas áreas para contribuir para o fórum,meu desejo de contribuição para o fórum é imenso.Desejo muito demonstrar meu trabalho e ser reconhecido e tenho a ideia criada por mim que um fórum é uma casa por exemplo: Moderadores e Administradores:Se a casa é bonita e organizada terá mais visitantes(Amigos ou vizinhos),no caso do fórum é uma casa também e se o fórum já é bonito só falta organizar mais essas áreas para ter mais visitantes(Amigos(Parceiros) ou usuários visitando o mesmo),o que acham da ideia que criei? Eu imploro aos administradores e moderadores,por favor criem essa área de Linux para que eu possa contribuir nessa área,assim como os outros,e também deixar o fórum mais organizado.
  4. alecardoso

    Mapeamento de Rede Desconectado

    Pessoal, bom diaEstou com um problema sério e não consigo resolver , preciso de ajuda.Tenho um servidor de arquivos rodando SAMBA e Windows 10 nas estações. Toda vez que o usuário desliga a maquina e liga de novo o mapeamento de rede fica desconectado. Não adianta o usuário nem clicar em cima pois ele não pede a senha novamente pra se autenticar. Tem que excluir o mapeamento e mapear de novo.Abaixo segue as configurações do arquivo. smb.conf do meu servidor. Será que tem como corrigir esse problema ? Obrigado [global] netbios name = linuxarquivos server string = linuxarquivos workgroup = SILCAR local master = yes os level = 100 preferred master = yes wins support = yes dns proxy = no security = user hosts allow = ALL log file = /var/log/samba.%m max log size = 50 read only = no [Arquivos] path = /mnt/arquivos writable = yes browseable = yes force create mode = 0777 force directory mode = 0777 create mode = 0777 directory mode = 0777 valid users = @arquivos force group = arquivos [RH] path = /mnt/arquivos/RH writable = yes browseable = yes force create mode = 0777 force directory mode = 0777 create mode = 0777 directory mode = 0777 valid users = @rh force group = rh [Contabilidade] path = /mnt/arquivos/Contabil writable = yes browseable = yes force create mode = 0777 force directory mode = 0777 create mode = 0777 directory mode = 0777 valid users = @contabilidade force group = contabilidade [Financeiro] path = /mnt/arquivos/Financeiro writable = yes browseable = yes force create mode = 0777 force directory mode = 0777 create mode = 0777 directory mode = 0777 valid users = @financeiro force group = financeiro [OBB] path = /mnt/OBB writable = yes browseable = yes force create mode = 0777 force directory mode = 0777 create mode = 0777 directory mode = 0777 valid users = @obb force group = obb [Credito] path = /mnt/arquivos/Credito writable = yes browseable = yes force create mode = 0777 force directory mode = 0777 create mode = 0777 directory mode = 0777 valid users = @credito force group = credito [TI] force create mode = 0777 create mode = 0777 path = /mnt/arquivos/TI force directory mode = 0777 directory mode = 0777 [Garantia] create mode = 777 path = /mnt/arquivos/Garantia force directory mode = 777 force group = garantia directory mode = 777 writable = yes [Compras] create mode = 777 path = /mnt/arquivos/Compras directory mode = 777
  5. Tem dúvidas sobre o Linux? Continue lendo e esclareça! Quem criou o Linux? Linus Torvalds com a ajuda de hackers do Minix. O que é Linux? É o Kernel, núcleo do sistema operacional, por isso apelidei de coração do sistema, assim como o coração fornece vida para nós seres humanos, o Kernel dá vida ao sistema operacional. O que é GNU? É um projeto criado por Richard Stallman, no final de 1983, com a ambição de criar um sistema operacional de código aberto e livre. GNU foi baseado no Unix, mas seu nome é um acrônimo para "GNU NOT UNIX", que traduzido para o português é "GNU NÃO UNIX", ou seja, mesmo que seja baseado, a ideia era criar algo diferente. O que são patches? Como se fossem "remendos" nas feridas do sistema, ou seja, são correções de falhas no sistema. Por que o GNU/Linux tem o coração (Kernel) mais saudável? O mais provável é porque foi criado com Kernel monolítico e modular, o monolítico executa melhor desempenho, torna o sistema mais leve, e faz com que o mesmo sistema fique mais seguro, e o modular carrega módulos para tornar o sistema mais enxuto/leve/compacto. Qual o GNU/Linux é indicado para leigos? Ubuntu ou mint. Qual o programa que facilita a instalação de programas no GNU/Linux? Synaptic, que foi criado pelo brasileiro Alfredo Kojima. Por que o GNU/Linux não tem código malicioso se todo mundo pode contribuir? Porque o código do kernel é avaliado, se ocorrer de haver algo malicioso, o que é raro, o código é rejeitado. Porque devo adotar Linux na minha empresa? Porque é leve, robusto, seguro, estável, transparente, confiável, flexível, personalizável, gratuito, intuitivo, dedutivo e sem falar que a maioria das distros oferecem privacidade. O Código é aberto para aperfeiçoar o sistema. Não tem crack e é livre o que evita a pirataria de software. Não tem número de serial para verificar a integridade do programa, já que o checksum é a verificação do programa por um código especifico. O Firewall IPTABLES te dá total liberdade para você criar sua própria regra de segurança. Não tem desfragmentador de disco para organizar os arquivos do HD,pois a estrutura de diretórios já organiza. A empresa sabendo que o Linux é gratuito,irá investir apenas em qualificação do funcionário,ao qual chamamos essa qualificação de LPI (Certificado de profissional em Linux). É um preço muito baixo comparado ao DVD original do Windows que custa muito caro ou a empresa pode solicitar a LPI no currículo do funcionário,pois nenhum funcionário é permanente.
  6. Pessoal, não sei se esse é o lugar certo para postar essa duvida, qualquer movam esse tópico par ao local correto. Alguns usuários da região nordeste estão relatando lentidão e instabilidade para acessar meus sites, porém eu consigo acesso normal. Entrei em contato com minha hospedagem e eles falaram que os serviços deles estão operando normalmente, que o problema é com o provedor de internet dos meus usuários, então conectei nos computadores de alguns usuários pelo TeamView e realmente está bem lenta a comunicação... Eem alguns momentos o site chega a ficar inacessível. Mas o Teamview não desconecta e eu consigo acessar outros sites normalmente. Quando estou conectado nos computadores desses usuários se eu dou um ping para meu site tenho cerca de 50% de perca, coisa que não acontece com outros sites... Não existem firewall ou nenhum outro bloqueador nesses computadores ou rede, Enfim estou achando que é algo especifico do link de internet dessa região... Mas como posso resolver isso? Se alguém tiver alguma ideia ou ajuda é bem vinda
  7. Boas, Estou tendo um erro no TLS, seja com a versão 1.0, 1.1, 1.2 e 1.3 . Por exemplo, eu testo o TLS para o meu site e ele dá-me o seguinte: comando curl -I -v --tlsv1.3 --tls-max 1.3 https://exemple.com resultado * TLSv1.3 (OUT), TLS handshake, Client hello (1): * error:1408F10B:SSL routines:ssl3_get_record:wrong version number * Closing connection 0 curl: (35) error:1408F10B:SSL routines:ssl3_get_record:wrong version number Estou farto de tentar pesquisar sobre o erro, tenho tudo bem configurado etc.. só tenho o problema deste erro. E com este erro não consigo ter repostas de retorno ao meu servidor, devido a isto. Meu site suporta todo os TLS's e dá Resultados de A+ Não sei se alguém já teve este problema. Obrigado, Abraço :)
  8. Estou precisando muito! Para estudo e trabalho! Alguém pode me ajudar?
  9. Olá, nem sei direito como fazer este tópico, já tentei pedir ajuda no stackoverflow porem meu tópico foi fechado sem notificação. Eu sempre usava o Windows e eu fazia bots para o Discord com o Node.js, nunca usei ele instalado, baixava o binário e usava ele... Hoje uso o Linux (Xubuntu 20.04 LTS amd64 focal) bom ontem baixei o binário para Linux mas o NODE não executa de forma alguma o terminal mostra isso: node: impossível executar o arquivo binário: Erro no formato exec Ai eu mesmo tive a ideia de compilar o Node.js a partir da fonte do Github, compilou sem erros, ai abri ele e funciona, bem peguei um projeto antigo que tinha quando usava o Windows e node rodou sem erros o projeto, mas me parece que não compilou o NPM, não acho documentação disso em lugar nenhum e também eu gostaria de saber porque o binário do site não abre no meu Linux? Moderadoras caso meu tópico esteja fora de local certo desculpe, mas to chateado com isso. Saudações, Gabriel Lopes
  10. Por favor, preciso de ajuda da comunidade Ruby. Sou recém chegado na linguagem Ruby e no framework Rails. Estou participando da Campus Code e não consigo progredir em um desafio proposto no treinamento. O repositório do projeto baixei em minha máquina virtual VMware com Ubuntu 18.04 e nele consta o projeto em Ruby on Rails e os testes para passar com rspec. Eis os arquivos sensíveis para concluir o projeto: home_controller.rb: class HomeController < ApplicationController def page @recipes = Recipe.all end end page.html.erb: <% if recipes == [] %> <h1>CookBook</h1> <p>Bem-vindo ao maior livro de receitas online</p> <% else %> <% @recipes.each do |recipe| %> <h1><%= recipe.title %></h1> <li><%= recipe.recipe_type %></li> <li><%= recipe.cuisine %></li> <li><%= recipe.difficulty %></li> <li><%= recipe.cook_time %> minutos</li> <% end %> <% end %> recipe.rb: class Recipe < ApplicationRecord end routes.rb: Rails.application.routes.draw do root to: 'home#page' resources :recipe end E esse é o arquivo de testes visitor_visit_homepage_spec.rb: require 'rails_helper' feature 'Visitor visit homepage' do scenario 'successfully' do visit root_path expect(page).to have_css('h1', text: 'CookBook') expect(page).to have_css('p', text: 'Bem-vindo ao maior livro de receitas'\ ' online') end scenario 'and view recipe' do #cria os dados necessários recipe = Recipe.create(title: 'Bolo de cenoura', recipe_type: 'Sobremesa', cuisine: 'Brasileira', difficulty: 'Médio', cook_time: 60) # simula a ação do usuário visit root_path # expectativas do usuário após a ação expect(page).to have_css('h1', text: recipe.title) expect(page).to have_css('li', text: recipe.recipe_type) expect(page).to have_css('li', text: recipe.cuisine) expect(page).to have_css('li', text: recipe.difficulty) expect(page).to have_css('li', text: "#{recipe.cook_time} minutos") end scenario 'and view recipes list' do #cria os dados necessários recipe = Recipe.create(title: 'Bolo de cenoura', recipe_type: 'Sobremesa', cuisine: 'Brasileira', difficulty: 'Médio', cook_time: 60) another_recipe = Recipe.create(title: 'Feijoada', recipe_type: 'Prato Principal', cuisine: 'Brasileira', difficulty: 'Difícil', cook_time: 90) # simula a ação do usuário visit root_path # expectativas do usuário após a ação expect(page).to have_css('h1', text: recipe.title) expect(page).to have_css('li', text: recipe.recipe_type) expect(page).to have_css('li', text: recipe.cuisine) expect(page).to have_css('li', text: recipe.difficulty) expect(page).to have_css('li', text: "#{recipe.cook_time} minutos") expect(page).to have_css('h1', text: another_recipe.title) expect(page).to have_css('li', text: another_recipe.recipe_type) expect(page).to have_css('li', text: another_recipe.cuisine) expect(page).to have_css('li', text: another_recipe.difficulty) expect(page).to have_css('li', text: "#{another_recipe.cook_time} minutos") end end Passo o comando rspec na pasta do projeto: :~/workspace/cookbook_parte2$ rspec Visitor visit homepage successfully (FAILED - 1) and view recipe (FAILED - 2) and view recipes list (FAILED - 3) Recipe add some examples to (or delete) /home/massa-90/workspace/cookbook_parte2/spec/models/recipe_spec.rb (PENDING: Not yet implemented) Pending: (Failures listed here are expected and do not affect your suite's status) 1) Recipe add some examples to (or delete) /home/massa-90/workspace/cookbook_parte2/spec/models/recipe_spec.rb # Not yet implemented # ./spec/models/recipe_spec.rb:4 Failures: 1) Visitor visit homepage successfully Failure/Error: <% if recipes == [] %> ActionView::Template::Error: undefined local variable or method `recipes' for #<#<Class:0x0000564c2a9f8630>:0x0000564c2a9f30b8> Did you mean? @recipes # ./app/views/home/page.html.erb:1:in `_app_views_home_page_html_erb___526898541735595527_47442566303380' # ./spec/features/visitor_visit_homepage_spec.rb:5:in `block (2 levels) in <top (required)>' # ------------------ # --- Caused by: --- # NameError: # undefined local variable or method `recipes' for #<#<Class:0x0000564c2a9f8630>:0x0000564c2a9f30b8> # Did you mean? @recipes # ./app/views/home/page.html.erb:1:in `_app_views_home_page_html_erb___526898541735595527_47442566303380' 2) Visitor visit homepage and view recipe Failure/Error: <% if recipes == [] %> ActionView::Template::Error: undefined local variable or method `recipes' for #<#<Class:0x0000564c2a9f8630>:0x0000564c2a68c0c8> Did you mean? @recipes # ./app/views/home/page.html.erb:1:in `_app_views_home_page_html_erb___526898541735595527_47442566303380' # ./spec/features/visitor_visit_homepage_spec.rb:19:in `block (2 levels) in <top (required)>' # ------------------ # --- Caused by: --- # NameError: # undefined local variable or method `recipes' for #<#<Class:0x0000564c2a9f8630>:0x0000564c2a68c0c8> # Did you mean? @recipes # ./app/views/home/page.html.erb:1:in `_app_views_home_page_html_erb___526898541735595527_47442566303380' 3) Visitor visit homepage and view recipes list Failure/Error: <% if recipes == [] %> ActionView::Template::Error: undefined local variable or method `recipes' for #<#<Class:0x0000564c2a9f8630>:0x0000564c2a4b2cc0> Did you mean? @recipes # ./app/views/home/page.html.erb:1:in `_app_views_home_page_html_erb___526898541735595527_47442566303380' # ./spec/features/visitor_visit_homepage_spec.rb:41:in `block (2 levels) in <top (required)>' # ------------------ # --- Caused by: --- # NameError: # undefined local variable or method `recipes' for #<#<Class:0x0000564c2a9f8630>:0x0000564c2a4b2cc0> # Did you mean? @recipes # ./app/views/home/page.html.erb:1:in `_app_views_home_page_html_erb___526898541735595527_47442566303380' Finished in 0.34634 seconds (files took 2.17 seconds to load) 4 examples, 3 failures, 1 pending Failed examples: rspec ./spec/features/visitor_visit_homepage_spec.rb:4 # Visitor visit homepage successfully rspec ./spec/features/visitor_visit_homepage_spec.rb:12 # Visitor visit homepage and view recipe rspec ./spec/features/visitor_visit_homepage_spec.rb:29 # Visitor visit homepage and view recipes list E para criar a model recipe na linha do terminal e executar a migration criada em db/migrations: $ rails generate model recipe title:string recipe_type:string cuisine:string difficulty:string cook_time:string invoke active_record create db/migrate/20191016221038_create_recipes.rb create app/models/recipe.rb invoke rspec create spec/models/recipe_spec.rb $ rspec Migrations are pending. To resolve this issue, run: bin/rails db:migrate RAILS_ENV=test $ cd bin $ rails db:migrate RAILS_ENV=test== 20191016221038 CreateRecipes: migrating ==================================== -- create_table(:recipes) -> 0.0029s == 20191016221038 CreateRecipes: migrated (0.0035s) =========================== O que pode ser alterado nos códigos do projeto que eu não saiba? Aguardo sua resposta. Obrigado, Marcelino
  11. Bom dia pessoal! Estou com uma situação, vou tentar colocar de forma clara e objetiva: Possuo uma aplicação que ainda estou em desenvolvimento no Laravel, a ideia da aplicação é liberar o acesso após a confirmação do pagamento de uma mensalidade, se o usuario não efetuar o pagamento ele não libera o acesso. Porém existem duas situações: É o usuário que vai pagar mensalmente e a verificação seria todo mês de um novo boleto gerado; O usuário que opinar pagar um plano anual então essa verificação seria feita anualmente. A ideia é utilizar ao menos no inicio uma forma de integrar o PagSeguro com o Laravel e fazer essa verificação, eis que surge minha dúvida a que nível isso é possível? Confesso que estou meio perdido em relação a isso, caso alguém tenha algum "case" parecido, será que poderia me dar uma ajuda, ao menos para tentar explicar a melhor forma de fazer esse tipo de validação/acesso? Desde já agradeço a todos!
  12. Bom dia Pessoal tranquilos? Estou desenvolvendo uma aplicação web em Laravel é basicamente um sistema de escritorio de advocacia e surgiu uma dúvida do cliente se é possível ele gerar o antecedente criminal de alguém já cadastrado no BD. A parte de cadastro da pessoa já esta funcionando perfeitamente, o que geralmente acontece: -1º O cliente acessa o site: http://www2.ssp.sp.gov.br/atestado/novo/Atestado02.cfm -2º Ele preenche os dados do formulário do site -3 Gera o documento que sai em PDF Realizei umas pesquisas sobre API, Web Service e acredito que tenha encontrado a api do serviço de antecedentes crimais aqui (https://www.servicos.gov.br/api/v1/servicos/788) como consigo criar uma maneira de utilizar essa API para gerar um antecedente de um cliente já cadastrado? Exemplo: O cliente acessa o sistema, vai em uma opção Antecedentes > Escolhe o cliente que ele deseja gerar > E já retorna o PDF gerado Se alguém puder me ajudar nisso ficarei grato, ou ao menos explicar como eu faria para utilizar essa API com o Laravel.
  13. kelvinferraz

    Validando arquivo em anexo Laravel 5.8

    Bom dia Pessoal, Estou com um problema que talvez muitos já devem ter passado, eu criei um FormRequest de um cadastro que fiz para validar os campos de anexo que vai para o BD. Incluindo a seguinte regra do name anexo_rg return [ 'anexo_rg' => 'mimes:jpeg,png,jpg,pdf|max:2048', ]; O campo não é required, porém ele fica pedindo para inserir um arquivo do tipo que foi criado na regra, ou seja, ele esta forçando um required no anexo, como consigo ignorar quando não possuir anexo? OBs: Eu criei um campo hidden para enviar um texto "NÃO POSSUI ANEXO". Antes de eu criar esse FormRequest ele conseguia deixar o anexo vazio, porém não tinha regras e a pessoa conseguia anexar qualquer tipo de arquivo.
  14. Boa noite pessoal, Estou desenvolvendo uma aplicação e estou utilizando o método Auth do Laravel 5.8. Aparentemente esta tudo funcionando, acesso a certas áreas solicitam login. Eu gostaria de saber como faço para limitar o acesso de registro de usuários de um modo mais simples, pois andei pesquisando e existe formas de criar uma conta admin, mas para o meu propósito não teria necessidade de tanta complexidade, apenas gostaria de limitar o acesso ao http://localhost:8000/register para uma conta de e-mail especifica, ou mesmo se precisar criar um campo na tabela para validar se existe, não sei direito como fazer isso, estou aprendendo faz pouco tempo a respeito do Laravel. Exemplo de como esta funcionando minha app: http://localhost:8000/sistema === REQUER LOGIN PARA ACESSO http://localhost:8000/register == TAMBEM REQUER LOGIN, PORÉM QUALQUER USUÁRIO LOGADO FAZ REGISTRO DE NOVO USUÁRIO PARA ESSA ROTA EU GOSTARIA DE LIMITAR APENAS AO MEU EMAIL OU NOME DE USUÁRIO CADASTRADO. Obrigado!
  15. Sempre que tento iniciar o httpd no CentOS 7 no meu Google VPS, a seguinte mensagem sempre aparece. pode me ajudar? ● httpd.service - The Apache HTTP Server Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/httpd.service; enabled; vendor preset: disabled) Active: failed (Result: exit-code) since Sun 2019-09-08 13:12:27 UTC; 1min 21s ago Docs: man:httpd(8) man:apachectl(8) Process: 2019 ExecStop=/bin/kill -WINCH ${MAINPID} (code=exited, status=1/FAILURE) Process: 2018 ExecStart=/usr/sbin/httpd $OPTIONS -DFOREGROUND (code=exited, status=1/FAILURE) Main PID: 2018 (code=exited, status=1/FAILURE) Sep 08 13:12:27 centos-web systemd[1]: Starting The Apache HTTP Server… Sep 08 13:12:27 centos-web httpd[2018]: (98)Address already in use: AH00072: make_sock: could not bind to address [::]:443 Sep 08 13:12:27 centos-web systemd[1]: httpd.service: main process exited, code=exited, status=1/FAILURE Sep 08 13:12:27 centos-web kill[2019]: kill: cannot find process "" Sep 08 13:12:27 centos-web systemd[1]: httpd.service: control process exited, code=exited status=1 Sep 08 13:12:27 centos-web systemd[1]: Failed to start The Apache HTTP Server. Sep 08 13:12:27 centos-web systemd[1]: Unit httpd.service entered failed state. Sep 08 13:12:27 centos-web systemd[1]: httpd.service failed.
  16. Eu recebi aqui alguns arquivos .cer e preciso instalar no servidor que tenho, ele esta com CentOS. Os que tenho aqui são: Autoridade_Certificadora_ RaizBrasileira_v5.cer SERASA_Autoridade_Certificadora_Principal_v5.cer SERASA_CD_SSL_V5.cer cobranca.bb.com.br.cer Qualquer informação é bem vinda, sou totalmente leigo nessa area!
  17. Keven Augusto

    Cronômetro em C

    Primeiramente, bom dia/boa tarde/boa noite. Eu estou migrando de vez para o Linux e percebi que não possui nenhuma aplicação nativa de cronometro como a que estava acostumado a utilizar no Windows 10. Eu faço home office, então uso muito para gerir o tempo de trabalho diário e gostaria de utilizar no Ubuntu também. Procurei na loja do sistema, mas não encontrei nenhum que me agradasse e, como estudante de Engenharia de Computação, pensei em fazer um simples que execute no terminal mesmo e possua as funções básicas que preciso: start, pause e reset. Porém, estava pensando e não aprendi ainda e não tenho a menor ideia de como faria para que fosse exibido no terminal o contador e ao mesmo tempo examinar o teclado para que pause a execução caso seja pressionada uma determinada tecla. Alguém teria alguma ideia de como possa fazer para isso? Eu pensei em iniciar um novo terminal via código mesmo e ir mostrando o contador neste outro terminal, aí no primeiro eu insiro os comandos para pausar, começar ou reiniciar o tempo. Penso que seja mais ou menos isso que preciso fazer, mas não tenho certeza e gostaria de uma luz.
  18. Bom dia pessoal! Tudo bem ? Estou precisando de algumas sugestões de servidores VPS Cloud de boa qualidade, mas que sejam hospedados no Brasiil. Vi que Lightsail, Linode, Digital Ocean, Vultr... não possuem datacenters no Brasil, e nem na América Latina... Vocês conhecem alguma solução, de boa qualidade, que consiga atender? Obrigado!!
  19. Estou tentando fazer com que meu terminal esteja sempre conectado a um site (https://i9roleplay.com/index.php?/login/) , para que meu bot discord pessoal teha acesso a areas restritas de administrador do forum, estou tentando usar a seguinte linha de comando curl --data "auth=USUARIO&password=SENHA&_processLogin=usernamepassword" http://i9roleplay.com/index.php?/login/ auth = input de usuario password = input de senha _processLogin= botão submit / botão de entrar porém não funciona. alguém pode me ajudar ? já tentei tbm assim: wget --save-cookies cookies.txt --post-data 'auth=USUARIO&password=SENHA' http://i9roleplay.com/index.php?/login/
  20. Estou com um problema, tentando colocar essa requisição em PHP, mas estou com problemas. sudo curl --cert certificado.cer --key certificado.key https://m2m-api.telefonica.com:8010/services/REST/GlobalM2M/Inventory/v6/r12/sim/icc:89550680137001161970 O retorno no linux é em json Abs
×

Important Information

Ao usar o fórum, você concorda com nossos Terms of Use.